Críticas

Wither – A Casa do Demônio (2012)

Poderá agradar fãs de terror menos exigentes, mas sofre do problema de falta de personalidade, o que o afunda na vala comum do gênero!

Wither (2012) (4)

Wither - A Casa do Demônio
Original:Vittra
Ano:2012•País:Suécia
Direção:Sonny Laguna, Tommy Wiklund
Roteiro:Sonny Laguna, David Liljeblad,Tommy Wiklund
Produção:David Liljeblad, Tommy Wiklund
Elenco:Patrik Almkvist, Lisa Henni, Patrick Saxe, Johannes Brost, Amanda Renberg, Max Wallmo, Jessica Blomkvist, Ingar Sigvardsdotter

Grupo de jovens vai passar o fim de semana numa cabana no meio do mato, quando uma força sobrenatural possui uma moça do grupo. Logo ela começa a atacar o resto, que logo se transformam em seres possuídos. Restará a um sobrevivente, que veste uma camisa azul de botão, enfrentar a horda maligna.

Responda: pelo resumo descrito acima você já viu esse filme? Se a resposta for a produção sueca Wither – A Casa do Demônio, então a resposta é: sim!

Wither (2012) (2)

Aqui temos o jovem Albin (Patrik Almkvist) resolve passar um final de semana com a namorada Ida (Lisa Henni) e amigos numa cabana abandonada no meio da floresta, indicação do pai do jovem, que trabalha para a companhia elétrica local e teria descoberto essa casa com energia elétrica ainda em funcionamento.

O casal leva consigo Simon (Patrick Saxe), irmão de Lida, e mais Markus (Max Wallmo) amigo de Albin. Da parte feminina estão as amigas de Ida: Linnea (Amanda Renberg), Marie (Jessica Blomkvist), Tove (Anna Henriksson) e Karin (Ingar Sigvardsdotter).

Wither (2012) (3)

A chegada do grupo é marcada com o encontro de um homem misterioso munido de uma espingarda (Johannes Brost), e a constatação de que Albin não tem a chave da casa.

Enquanto Albin tenta abrir a cabana com arames na fechadura, Markus tem a ideia de fazer Marie entrar em casa por uma janela dos fundos que está aberta, e assim assustar o grupo que está na rua. Porém a jovem Marie, já dentro de casa acaba movida pela curiosidade indo ao porão, lá se depara com uma estranha criatura que a possui.

Logo Marie começa a atacar os outros a sua volta. A essa altura do campeonato sabemos que o homem misterioso teve sua esposa e filha atingidas pelo mesmo mal e descobrimos a lenda de criaturas que habitariam o solo da região, que sugam alma de quem olhar para elas, transformando a vítima em zumbis possuídos que podem ‘contaminar‘ outras pessoas graças a mordidas.

Wither (2013)

Sobrará para Albin enfrentar sua outrora turma de amigos, agora transformados em monstros sanguinários.

Wither – A Casa do Demônio faz um óbvio tributo ao Evil Dead, uma devoção tão grande que quase vira uma cópia xerox, consegue ser mais fiel ao original setentista que o remake reacionário e sem graça de Fede Alvarez, e isso lhe pesa muito nas costas. Apesar da enxurrada de sangue e gore falta aqui aquela faísca de imaginação, aquele brilho de criatividade que faz a diferença.

A dupla de diretores Sonny Laguna, Tommy Wiklund, junto com o roteirista David Liljeblad forma uma trupe que vem investindo em curtas e longas de terror na Suécia, em filmes de zumbis, slashers, todos de inspiração oitentista – vide títulos como: Madness (2010), Blood Runs Cold (2011) e We are Monsters (2015). Até agora nada de muita repercussão, mas vai que de tanto insistirem acertam a receita do bolo, como aconteceu com a dupla Jaume Balagueró e Paco Plaza, que de tanto baterem na tecla acertaram um clássico: [Rec] (2007), e depois desaprenderam tudo, mas isso é outra história.

Enfim, Wither – A Casa do Demônio é uma obra sangrenta, que serve de passatempo, mesmo que se esqueça metade do que se viu assim que acaba. Poderá agradar fãs de terror menos exigentes, mas sofre do problema de falta de personalidade, o que o afunda na vala comum do gênero.

Leia também:

6 Comentários

  1. Nilton Santos

    meu nome nilton santos moro no brasil estou escrevendo essa mensagem dizendo que adoro asse filme a triz muita bonitas um filme muito louco eu gosto muito a sisto todos dias a cena mais a rupiante quando o cara corte a cabeça da mulher a quela que surge do porao a casa do demonio e filme mais a sustador que eu vi em toda minha vida muito o brigado por esse filme nilton santos lima nao sei escreve direiito eu sor dizendo que a doro esse filme essa mari e muita linda

  2. curti o filme, bem sangrento pra mim isso que vale nos filmes de terrro, mas na sincera não chega no evil dead remake não, evil dead é bem melhor e mais bem feito

  3. FSociety

    Eu curti mais esse filme do que Evil Dead 2013

  4. Adorei esse filme. <3

  5. Paula

    Filme chato……sem dúvida prefiro A morte do demônio(remake) sem comparação!!!!!

  6. Essa é a melhor versão do clássico Evil Dead !
    ” Wither – A Casa do Demônio ” com certeza está na minha coleção !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *