Falando no Diabo 109 – A desesperança argentina no cinema de Demián Rugna

5
(3)

O cinema do diretor argentino Demián Rugna vem se embrenhando cada vez mais na desesperança, contando aquelas histórias que você sabe que não têm como acabar bem e te deixam tenso ao longo de toda a duração do filme. Um dos destaques do cinema de terror latino-americano, Rugna já afirmou que faz seus filmes pensando nos fãs de terror, não no grande público – e nós somos gratos por isso. No episódio de hoje do Falando no Diabo, comentamos seus filmes mais recentes, Aterrorizados e Quando o Mal Espreita, além do curta También Lo Vi, parte da antologia Satanic Hispanics, todos parte de uma carreira que está apenas no começo.

Links:
¡Entrevista a Demian Rugna! ¡Director de ATERRADOS! – com presença do boneco
Entrevista a Demián Rugna – com cenas dos bastidores de Aterrados

Equipe de gravação:
Silvana Perez
Samuel Bryan
Daniel Medeiros

Edição:
Silvana Perez

Arte:
Lucas Crizza

Filmes comentados no episódio:
Malditos Sejam! (Malditos Sean, 2011)
Aterrorizados (Aterrados, 2017)
Satanic Hispanics (2022)
Quando o Mal Espreita (Cuando Acecha la Maldad / When Evil Lurks, 2023)

Se você acompanha nosso conteúdo e pode nos ajudar a manter o Falando no Diabo e o Boca do Inferno vivos, acesse nosso Padrim ou nosso PicPay e conheça as formas de colaborar e as recompensas.

Estamos no Spotify!

Falem com a gente! Estamos no InstagramTwitter e Facebook e, claro, no site!

Music by Sergei Chetvertnykh from Pixabay

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Avatar photo

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno em 2012. Apresenta o podcast do site, o Falando no Diabo, desde 2019. Fez parte da curadoria e do júri no Cinefantasy. Ainda fala de feminismos no Spill the Beans e de ciclismo no Beco da Bike.

One thought on “Falando no Diabo 109 – A desesperança argentina no cinema de Demián Rugna

  • 31/12/2023 em 10:28
    Permalink

    Meu filme preferido do ano e do jeito que gosto, só desgraça seguindo desgraça. Um episódio inteiro sobre ele é mais que merecido.

    Resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *