Investigação Criminal (2012)

Investigação Criminal
Original:
Ano:2012•País:Brasil
Direção:Beto Ribeiro
Roteiro:Beto Ribeiro
Produção:Carla Albuquerque, Beto Ribeiro
Elenco:

Um médico seda sua paciente com altas doses de calmantes. Assim que ela desmaia de sono, a coloca sobre uma mesa de cirurgia e começa a esquartejá-la. Ela ainda está viva, então suas artérias estão funcionando. Assim que ele corta parte de seu tórax o sangue jorra para o teto do consultório… Pode parecer a descrição da cena clímax de uma narrativa ficcional de horror, mas na realidade é o caso do assassinato de Maria do Carmo Alves pelo “médicoFarah Jorge Farah em 2003 na cidade de São Paulo.

A serie Investigação Criminal é produzida pelo canal A&E e agora, numa recente associação com a Netflix, os oito episódios da segunda temporada estão disponíveis no serviço de streaming. A produção tem caráter documental e visa esclarecer, através do depoimento de peritos, delegados, médicos e psiquiatras alguns dos crimes que marcaram a história do Brasil. Cada episódio apresenta um caso diferente e além dos depoimentos dos profissionais envolvidos nos casos, conta com cenas de reconstituição e fotografias.

Esse estilo de programa é bem americano e eu sempre achei essa tipologia e os canais dedicados a essa abordagem muito bregas. Aquele tipo de coisa que você assiste quando a outra opção na TV são os canais de leilão de joias. Mas dei uma chance para a série pelo fato dela abordar crimes que eu conhecia (por serem do Brasil) e pela curiosidade que esses casos me despertavam. E tive uma grata surpresa.

Com exceção do primeiro episódio, da Isabella Nardoni, em que há um excesso de repetição das cenas de reconstituição e o episódio quatro, do cartunista Glauco Villas Boas, em que o delegado do caso tem uma fala mais “arrastada”, os outros capítulos seguem uma dinâmica interessante, com depoimentos inseridos nos momentos certos e uma narrativa que esclarece muito bem esses crimes.

Além dos esclarecimentos relativos aos casos abordados, os entrevistados falam de algumas informações gerais relacionadas à criminalística, como dicas que eles usam para resolver os casos e sobre a postura que os criminosos assumem assim que os crimes são cometidos. Essas questões são bem diferentes do que a gente compreende assistindo séries do tipo CSI ou Criminal Minds.  Os exames demoram para sair, os casos podem levar meses para serem resolvidos e a trama burocrática que envolve os acontecimentos não se encerra na prisão dos culpados (ainda mais no Brasil, onde a pena máxima é de 30 anos).

A série tem uma produção bem simples, nada de super-efeitos especiais ou reconstituições; é mais um aglomerado de depoimentos e imagens com ar soturno. Mesmo com esse formato e com uma trilha sonora repetitiva em alguns momentos Investigação Criminal tem sucesso ao falar dos crimes numa linha cronológica, dando uma visão geral dos casos e das informações disponíveis para chegar a um veredito. Fatos que acabam ficando perdidos quando acompanhamos os casos na TV na época em que ocorreram, já que temos disponíveis uma avalanche de especulações.

Em suma, Investigação Criminal não é uma série de horror, mas retrata casos reais de crimes chocantes que aconteceram no Brasil, todos com níveis de crueldade extremos. Pode parecer bobo recomendar esse tipo de produção, que eu mesma antes de assistir considerava-as ridículas (e ainda acho um pouco toscas), mas a série aborda acontecimentos que permanecem no imaginário brasileiro desde suas ocorrências, além de trazer um pouco do cotidiano desse tipo de trabalho. Afinal, como se resolvem esses crimes no Brasil? E com que frequência acontecem? Esclarecimentos que revelam um pouco mais da crueldade humana e que, nesses casos, dividem nosso território.

(Visited 387 times, 1 visits today)
Luana Caroline Damião

Luana Caroline Damião

Graduada em museologia, fã de faroestes e Christopher Lee, deseja que o mundo acabe com um apocalipse zumbi, onde, certamente, será um dos mortos-vivos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien