Papai Noel das Cavernas (2010)

Papai Noel das Cavernas (2010)

Papai Noel das Cavernas
Original:Rare Exports: A Christmas Tale
Ano:2010•País:Finlândia, Noruega, Suécia, França
Direção:Jalmari Helander
Roteiro:Jalmari Helander, Juuso Helander, Petri Jokiranta, Sami Parkkinen
Produção:Agnès B., Petri Jokiranta, Knut Skoglund
Elenco:Jorma Tommila, Peeter Jakobi, Onni Tommila, Tommi Korpela, Rauno Juvonen, Per Christian Ellefsen, Ilmari Järvenpää, Jonathan Hutchings

Rare Exports: A Christmas Tale é um filme de fantasia dirigido pelo finlandês Jalmari Helander e que foi baseado em um curta-metragem intitulado Rare Exports Inc. (2003) idealizado por Jalmari em parceria com Helander Juuso pela companhia de comerciais Woodpecker Film. No curta, o diretor finlandês estabeleceu uma faixa de três caçadores (marcador, franco-atirador e rastreador) que partem em busca de um selvagem Papai Noel nos desertos congelados da Lapônia. Após a recepção positiva do público pela Internet e em festivais indies, a Woodpecker Film produziu a sequência do curta intitulado Rare Exports: The Official Safety Instructions (2005).

A história centra-se em um grupo de pastores de renas cujo Natal é perturbado por escavações na montanha Korvatunturi patrocinada pela multinacional norte-americana Subzero Inc.. Um misterioso milionário contratou uma equipe de escavadores para descobrir no interior da montanha “o maior cemitério do mundo“. Depois de dias detonando explosivos, a equipe descobre uma gigantesca caverna que logo é reconhecida pelos peritos como um “túmulo sagrado“. No entanto, mesmo aprisionado em um gigantesco bloco de gelo o ocupante do túmulo ainda está vivo. Os exploradores então retiram o bloco de gelo e o trancam num galpão até a sua exportação.

Curiosamente, as renas, que eram importantes para a população local, aparecem todas misteriosamente semi-devoradas. Todos culpam os exploradores pela migração de animais predadores que viviam na montanha e começam a preparar armadilhas até que as crianças e alguns suprimentos começam a desaparecer da cidade. O pânico começa a tomar conta do vilarejo e somente um pequeno garoto, Pietari Kontio (Onni Tommila) sabe a verdadeira razão dos fatos: Papai Noel está vivo e tem muita fome!

Papai Noel das Cavernas (2010) (3)

O xerife local (interpretado por Risto Salmi) é avisado e quando Rauno Kontio (Jorma Tommila), um dos pastores, resolve investigar uma de suas armadilhas descobre que acabou por capturar o verdadeiro Papai Noel, um ser sobrenatural que, ao invés de presentear as crianças boas, pune os desobedientes com a morte. Rauno e seu filho Pietari planejam vendê-lo para o milionário para que este possa cobrir os prejuízos causados pela sua escavação e junto com seu amigo tradutor Aimo (Tommi Korpela) preparam o “bom velhinho” para a entrega até descobrir que o próprio não se trata do velho Noel e sim de um de seus duendes-ajudantes (velhinhos pelados que chegam às centenas!) seres canibais que roubavam pelo vilarejo eletrodomésticos como aquecedores e fogões para libertar seu mestre e sequestravam crianças para que o monstro natalino pudesse castigá-las. Cabe então à família de Rauno e alguns amigos evitarem que este mal ancestral volte a castigar a Humanidade.

De certa forma, Papai Noel das Cavernas funciona como uma espécie de prequel (para quem já assistiu os curtas!) e conta com uma produção mais trabalhada que a de seus antecessores. Outro ponto forte da produção é o bom humor (negro) especificamente falando sobre a cena em que o patrocinador das escavações pede para que o capataz distribua aos trabalhadores das escavações pequenos folhetos onde existem normas a se cumprir caso a “encomenda” escape.

As normas são as seguintes:

Não beba.”
Não fume.
Não amaldiçoe.
Não fique vadiando.
Não corra por aí.
Não responda aos mais velhos.

Todos os ajudantes riem aos montes, mas logo a alegria logo acaba quando toda uma equipe de carregadores aparece desmembrada em questão de segundos por causa de um simples palavrão…

Papai Noel das Cavernas (2010) (2)

Outra parte também digna de nota (esta somente para os chatos de plantão assim como eu!) é sobre alguns erros de continuidade. Em uma das cenas finais o pequeno Pietari está pendurado numa rede (com as mãos limpas) que está sendo carregada por um helicóptero. O plano era trazer as crianças sequestradas como iscas para chamar a atenção do exército de duendes para longe do galpão. O problema é que o garoto aparece repentinamente usando luvas no meio do trajeto. Outro “piolho” é visualizado quando o chapéu de Rauno é arrancado de sua cabeça após a explosão do galpão, mas este também reaparece no mesmo lugar como num passe de mágica.

Rare Exports: a Christmas Tale já arrecadou prêmios em festivais do gênero terror e fantástico como Locamo na Suiça e Sitges na Catalunha em 2011 e prova que não é só de remakes e copiões que se vive a verdadeira empresa cinematográfica.

(Visited 321 times, 1 visits today)
Iam Godoy

Iam Godoy

Escritor, colunista, fotógrafo, libertino, subversivo e um porra-louca sem noção do perigo. Comanda desde 2013 o site Gore Boulevard, antro de clássicos e bagaceiras sangrentas.

4 comentários em “Papai Noel das Cavernas (2010)

  • 08/04/2014 em 16:41
    Permalink

    O filme é muito bom. Diversão leve, mas que traz uma visão bem diferente do bom velhinho que conhecemos. Uma única reclamação é que você “spoilou” todo o filme, não deixando nada para a imaginação!

    Resposta
  • 24/12/2013 em 14:58
    Permalink

    Super divertido! Valeu a pena quando assisti…

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien