Curta metragem PYOTR495 cria terror com base na violência sofrida por homossexuais

Curta tem campanha de financiamento coletivo no IndieGoGo
Curta tem campanha de financiamento coletivo no IndieGoGo

Estamos em 2015 e atos homofóbicos ainda são presença constante em vários países. Um deles é a Rússia, onde, em 2013, foi aprovada a lei da propaganda LGBT, que proíbe e pune qualquer ato de “propaganda” homossexual entre menores de idade e impulsionou os casos de violência contra homossexuais no país.

O diretor Blake Mawson se inspirou nessas situações e nos filmes de terror das décadas de 1930 e 1940 para criar o curta PYOTR495. Na página de financiamento coletivo do projeto no IndieGoGo, Mawson conta que os monstros daqueles filmes eram “excluídos, exilados da sociedade, fugindo dos cidadãos armados com tochas, destinados a um resultado terrível. O Homem Elefante, Frankenstein, O Médico e o Monstro, O Lobisomem, O Corcunda de Notre Dame – todos esses filmes tinham personagens temidos por conta do que os fazia diferentes”.

Misturando o gênero horror com o tema da repressão e violência contra homossexuais, PYOTR495 acompanha um adolescente encurralado por um grupo ultranacionalista conhecido por sequestros e ataques. Pyotr, porém, guarda um perigoso segredo por que seus atacantes jamais esperariam. O curta tem como objetivo provocar a discussão sobre os direitos dos homossexuais, dialogar com todas as pessoas que já foram vitimadas ou discriminadas por serem consideradas diferentes e falar sobre os perigos do ódio em nossa sociedade.

PYOTR495 é um curta-metragem ambientado na Rússia no ano de 2014. O país invadiu a região da Crimeia, na Ucrânia, e a recente lei da propaganda LGBT torna ilegal apresentar a vida homossexual como normal, enquanto as taxas de aprovação do presidente russo Vladimir Putin permanecem altas. Começamos nos desgastados prédios da era soviética do distrito de Cheryomushki, em Moscou, e acompanhamos Pyotr quando ele se separa de seus amigos e se aventura pela noite com sua scooter sob as luzes da cidade, caindo em uma armadilha em um perigoso cenário no apartamento de um membro da elite financeira da cidade.

Para mais informações sobre o projeto, acompanhe as páginas de PYOTR495 no Facebook e no Twitter. Para contribuir com a campanha de financiamento coletivo, acesse o IndieGoGo.

(Visited 21 times, 1 visits today)
Silvana Perez

Silvana Perez

Escolheu alguns caminhos errados e acabou vindo parar na Boca do Inferno.

Um comentário em “Curta metragem PYOTR495 cria terror com base na violência sofrida por homossexuais

  • 27/08/2015 em 21:26
    Permalink

    Que incrível um curta assim. Juntando duas coisas q gosto de me envolver e discutir.
    A igualdade e combate a intolerância, cinema e horror.
    Mas nada é pior que os monstros reais, não é? Brasil possui taxas de crimes de ódio e intolerância que p um país de misturas etnicas é assustador

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien