Críticas

Basket Case 2 (1990)

Um filme mais acessível e menos apelativo que o anterior e que mais parece uma versão do diretor para os Muppets de Jim Henson!

Basket Case 2 (1990)

Basket Case 2
Original:Basket Case 2
Ano:1990•País:EUA
Direção:Frank Henenlotter
Roteiro:Frank Henenlotter
Produção:Edgar Ievins, James Glickenhaus
Elenco:Kevin Van Hentenryck, Judy Grafe, Annie Ross, Heather Rattray, Chad Brown, Beverly Bonner, Leonard Jackson, Alexandra Auder, Brian Fitzpatrick, Gale Van Cott, Kathryn Meisle

Nesta sequência de Basket Case (1982), Duane Bradley (Kevin Van Hentenryck) e seu monstruoso irmão Belial decidem fugir do hospital antes que descubram sobre os assassinatos cometidos pela dupla no filme anterior, mas são resgatados na porta do hospital pela Vovó Ruth (Annie Ross) e sua bela neta Susan (Heather Rattray) e levados para um retiro de aberrações. Ruth é conhecida no local como Dra. Freak e sua mansão funcionava como uma “Escola Xavier” para aberrações e mutantes discriminados pela sociedade. Neste ambiente familiar conheceremos mais sobre o lado “humano” do gêmeo Belial contrastando com a vontade de Duane em seguir uma vida normal.

Infelizmente, como nem tudo são flores, uma repórter do jornal local e um desprezível fotógrafo descobrem que os “Os Irmãos Assassinos da Times Square” estão na cidade e ameaçam pôr em perigo o bem-estar da comunidade. Os dois irmãos resolvem juntar-se com os outros mutantes para defender seu lar e sua privacidade.

Basket Case 2 (1990) (2)

Diferente de seu antecessor, Basket Case 2 é mais centrado na história de Belial. Conheceremos os focos de ira do personagem e até um pequeno romance com uma mutante chamada Eve, nascida com o mesmo problema genético do monstro…e pasmem. Eles transam no filme!!!

Outro aspecto focado na trama é sobre o fardo que Duane carrega desde os 8 anos de idade. Após passar boa parte de sua vida fugindo e servindo de instrumento de vingança do seu irmão, Duane acredita que agora que Belial encontrou um lar e o amor de sua vida, ele próprio possa remodelar a própria vida e ser feliz com Susan, a assistente da Dra. Freak.

Basket Case 2 (1990) (3)

Nesta trama repleta de humor (não tão negro quanto no primeiro filme) e com beliscadelas políticas sobre racismo e intolerância Frank Henenlotter apresenta um filme mais acessível e menos apelativo que mais parece uma versão sua para os Muppets de Jim Henson. As aberrações da casa da Vovó Ruth são tão belas por dentro (entre as criaturas podemos encontrar tenores, poetas, músicos etc) quanto os seres humanos são deformados em seu caráter político/religioso/social.

Basket Case 2 foi lançado em DVD pela Synapse Films em outubro de 2007.

Leia também:

5 Comentários

  1. Suicide is Sexy

    Lembra bastante a maquiagem usada no “A Raça da Noite” de Clive Barker.

  2. Cristina

    Esse foi o que mais vi. Bons tempos de cineTrash da Band!

  3. vanessa vasconcelos

    nunca ouvi falar,mas queria ver.

  4. tiago

    puts vi esse filme no cine trash muito legal
    foi lançado em dvd no Brasil?

    • Cristina

      Difícil Tiago, se voce procurar via torrent talvez encontre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *