Críticas

Sexykiller, morirás por ella (2008)

Uma mistura de a mente de Hannibal Lecter, o guarda-roupas de Paris Hilton, uma pitada de humor negro e alguns zumbis com desejo de vingança

Sexykiller (2008) (3)

Sexykiller, morirás por ella
Original:Sexykiller, morirás por ella
Ano:2008•País:Espanha
Direção:Miguel Martí
Roteiro:Paco Cabezas
Produção:Jaume Roures
Elenco:Macarena Gómez, Alejo Sauras, César Camino, Ángel de Andrés López, Juan Carlos Vellido, Nadia Casado, Juan Díaz, David Tenreiro, Fernando Ramallo, Ramón Langa, Jimmy Barnatán, Eloi Yebra

O que aconteceria se misturasse a mente de Hannibal Lecter, o guarda-roupas de Paris Hilton, uma pitada de humor negro e alguns zumbis com desejo de vingança?

Esta grotesca mistura de carácteres existe e se chama Sexy Killer – Morrirás por Ella (Espanha/2008). Escrito por Paco Cabezas (Neon Flash, Aparecidos e Invasión Travesti) e dirigido por Miguel Martí (La Cartera, Slam e Portman, a la sombra de Roberto) este filme é uma deliciosa experiência cinematográfica que só poderia ter saído do ressurgente cinema de horror espanhol. A trama gira em torno de grotescos assassinatos em um campus estudantil que deixa a polícia de mãos atadas. No campus, o nerd Tomás (Cesar Camino), um legista com mania de inventor, resolve ajudar as investigações criando uma máquina que revela as últimas imagens vistas pela vítima do serial killer, mas assim como a maioria masculina do colégio prefere dividir seu tempo extra no campus cobiçando a inocente e super-fashion patricinha Barbara (Macarena Gómez).

Sexykiller (2008) (2)

O que ninguém sabe é que a doce Bárbara é na verdade o criminoso procurado, uma fria assassina que não mede esforços para matar suas vítimas com requintes de crueldade e muito sarcasmo. Katanas, pistolas, cordões para estrangulamento dividem espaço na sua bolsa com batons, perfumes e catálogos da última tendência da moda. Pensa que já acabou? Senta que lá vem história…

Quando uma pequena contra-indicação ressuscita os mortos utilizados na experiência, Tomás tem que lutar furiosamente contra vingativos zumbis inteligentes (eles falam, tiram um sarro e até usam armas!) ao lado da mulher da sua vida mesmo sendo ela uma cruel psicopata.

Sexykiller (2008)

Quando assisti a este filme pensei com meus botões: “Mais um filme de zumbis no estilo ‘Shaun of the Dead’ ou ‘Zombieland’ com adição de peitinhos” e fiquei super arrependido pelo meu pensamento. A edição de David Pinillos casou perfeitamente com os efeitos especiais de Juan Ramón Molina e a trilha sonora fechou com classe este bizarro ménage-a-trois. Infelizmente o filme não tem previsão de lançamento por aqui e bem que alguém poderia ter culhões para lançá-lo em terras brasileiras porque senão seremos “obrigados” a recorrer ao velho (e bom) torrent para conhecer a história de uma assassina que deu um novo sentido ao termo “vítimas da moda“.

Leia também:

3 Comentários

  1. clecy

    assisti ha 2 anos,recomendo.muito divertido

  2. Felipe Santana Nunes

    Parece ser um filme bacana mesmo!

  3. vanessa vasconcelos

    legal,a mina da foto parece muito com a Mena Suvari.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *