Críticas

The Puzzle (2008)

É bastante simples, mas Melini consegue encontrar algumas soluções criativas para a limitação do seu roteiro e do seu orçamento!

The Puzzle (2008)

The Puzzle
Original:The Puzzle
Ano:2008•País:Espanha
Direção:Davide Melini
Roteiro:Davide Melini
Produção:Davide Melini, Ezekiel Montes
Elenco:Cachito Noguera, Alessandro Fornari

É interessante perceber como alguns curtas são muito bem resolvidos em contar suas histórias em cerca de cinco minutos. Muitas vezes, este exercício fílmico serve para o diretor conseguir desenolver uma ideia aparentemente simples, com um orçamento não muito caro e como resultado exibir seu trabalho em festivais e começar a fazer contatos em busca de fama e reconhecimento.

Este é o resumo do curto The Puzzle, O Quebra Cabeças em tradução direta, do diretor italiano Davide Melini. Tendo assinado quatro curtas até o momento, Melini já teve seus trabalhos exibidos em festivais internacionais e como resultado conseguiu o cargo de diretor assistente em alguns longas, incluindo Mother of Tears: The Third Mother de ninguém menos que Dario Argento.

The Puzzle conta a história de uma mulher que está tentando montar um quebra cabeça no meio da noite. Tudo vai bem até que falta luz e nossa protagonista tem uma chocante surpresa ao olhar para o quebra cabeça. The Puzzle foi gravado com cerca de 300 euros em um único dia. Como resultado, o filme já circulou por festivais nos Estados Unidos, Italia, Espanha, Escócia, Dinamarca e Australia além de já ter sido exibido nas TVs da Itália e dos EUA.

The Puzzle (2008) (1)

Ao assistir o filme, a grande pergunta que fica é se a produção merece todo esse destaque. Como filme, The Puzzle é bastante simples, mas Melini consegue encontrar algumas soluções criativas para a limitação do seu roteiro e do seu orçamento. A história não é das mais assustadoras, mas o diretor busca truques simples de edição, como acelerar as imagens ou deixá-las em preto e branco. Ideias simples, mas que fazem o curta ter fôlego.

Trata-se de um elogio já que alguns curtas igualmente de cinco minutos são lentos e se arrastam em roteiros fracos e direções cansativas. Aqui Melini faz bom uso do tempo e das suas condições e se não estamos diante de nenhum clássico, ao menos The Puzzle serviu de exercício para o diretor criar um produto visual interessante. Confira e tire suas próprias conclusões.

Leia também:

Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista com Mestrando em Comunicação. Fã de Cinema, mas com gosto especial para filmes de Terror. Para ele, o gênero vai muito além de sangue e morte. Contato: filipefalcao@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *