Críticas

Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado (1997)

É um resumo de tudo o que já foi feito como slasher, com personagens superficiais, sustos falsos, suspeitos que só parecem suspeitos…

Eu Sei o Que (1997) (4)

Eu Sei O Que Vocês Fizeram No Verão Passado
Original:I Know What You Did Last Summer
Ano:1997•País:EUA
Direção:Jim Gillespie
Roteiro:Lois Duncan, Kevin Williamson
Produção:Stokely Chaffin, Erik Feig, Neal H. Moritz
Elenco:Jennifer Love Hewitt, Sarah Michelle Gellar, Anne Heche, Ryan Phillippe, Freddie Prinze Jr., Bridgette Wilson-Sampras, Johnny Galecki, Muse Watson, Stuart Greer

Há quase 20 verões (em 1997 para ser exato), numa época que muitos adoram e que outros tentam esquecer, nasceu a melhor (qualitativamente e comercialmente) variação para o sub-gênero influenciado pela trilogia Pânico. Então passado todo este tempo será que ainda impressiona?

Conheçam Ben Willis (Muse Watson, A Casa dos Pássaros Mortos e Frankenfish), um pescador de uma pequena cidadezinha litorânea dos Estados Unidos, mais especializado em pescar pessoas. Acontece que nosso amigo Ben é atropelado por quatro garotos imprudentes que, ao invés de reportar o acidente, resolvem dar fim no corpo jogando-o na água, e nestes casos a cartilha dos slashers é implacável: não se deve afogar um futuro assassino potencial, deve-se esquartejar, queimar os pedaços e enterrar a cabeça bem longe do resto (no mínimo…).

Os adolescentes Julie James (Jennifer Love-Hewitt), Helen Shivers (Sarah Michelle Gellar), Barry William Cox (Ryan Phillipe) e Ray Bronson (Freddie Prinze Jr.) resolvem então fechar este pacto de morte, mas, exatamente um ano depois (próximo de um Quatro de Julho por sinal), mensagens ameaçadoras são enviadas e os envolvidos dizimados por uma figura vestida de pescador com um indefectível gancho.

Eu Sei o Que (1997) (2)

Baseado em um livro escrito por Lois Duncan e roteirizado pelo mesmo Kevin Williamson de Pânico, Eu Sei… é um resumo de tudo o que já foi feito em matéria de slasher, com personagens superficiais, sustos falsos, suspeitos que só parecem suspeitos, etc. etc… Mas o ano é 1997, muitos adolescentes estavam se “iniciando” no terror com Pânico e este é um produto para eles, totalmente pipoca, daqueles para levar a namorada e se divertir. Muito melhor do que outras cópias sem nenhuma vergonha ou inspiração que sonhavam em ser a “salvação da lavoura“.

Jim Gillespie (D-Tox e Venom) faz um bom trabalho na cadeira de diretor, mantendo bons enquadramentos e até uma atmosfera de suspense real em algumas cenas, com alguns planos aéreos que ajudam a mostrar a interessante fotografia sombria da cidade de Southport.

Eu Sei o Que (1997) (1)

O elenco, como se pode ver, é composto por carinhas conhecidas no mundo artístico. A maioria delas fez ainda mais sucesso depois do filme e, com exceção de Freddie, é bastante convincente, o que é raro em um filme de slasher onde normalmente o assassino é a personagem principal.

Hoje o impacto não é o mesmo. Da maneira como é mostrado, aquele gancho enfiado na boca não é a mesma coisa de que um calcanhar dilacerado (como em O Albergue) e não chega a ser assustador ou repulsivo em nenhuma parte, sendo apenas uma diversão passageira que tem o seu valor.

Curiosidades:

Anne Heche (Psicose 98 e Donnie Brasco) faz uma pequena ponta neste filme;

– A filha de Lois Duncan (a escritora do livro em que este filme é baseado) foi morta. Seu corpo foi encontrado em seu carro em julho de 1989. A autora afirmou abertamente que odiou o filme por causa disso;

– O grupo vai para “Dawson’s Beach“. Esta é uma referência ao seriado Dawson’s Creek, que também escrito por Kevin Williamson;

Eu Sei o Que (1997) (3)

– O trailer original do filme descreve Kevin Williamson e o filme como “do criador de Pânico“. A distribuidora Miramax, detentora dos direitos da franquia Pânico, acionou a distribuidora Columbia por “propaganda enganosa“. Foi bem sucedida e a frase foi removida;

Sarah Michelle Gellar fez audição para o papel de Julie;

Jennifer Love Hewitt fez audição para o papel de Helen;

– O filme originalmente teria um final diferente, onde Julie estaria conversando com Ray por um chat na Internet e ela seria convidada para uma festa na piscina, quando alguém entra no mesmo chat e escreve “Eu ainda sei” e o assassino pula nela. Este final foi usado como teaser trailer para a continuação;

ATENÇÃO SPOILERS: A morte de Max foi adicionada em uma refilmagem. Foi decidido que o assassino, que é mantido entre as sombras na primeira metade do filme, trabalharia no nível de suspense, mas nunca foi providenciado uma ligação tangível para os personagens principais. O assassinato foi filmado então para mostrar a audiência que, ao contrário, esta personagem tinha uma ligação com os quatro principais;

– O orçamento foi de 17 milhões de dólares e fechou mundialmente com mais de 125 milhões. Continuação a vista? Bobagem sua…

Leia também:

9 Comentários

  1. amo esse filme, e um dos melhores p min, acho que merecia uma nota maior.., mas enfim, como esquecer da cena da helen sendo perseguida?

  2. Luiz

    Eu não consigo deixar de gostar desse filme e da sequência que veio depois (assim como de Pânico, Halloween h20 etc.) pelo fato de que foram filmes que eu assisti numa época boa da infância, quando enfim eu podia alugar quantos filmes de terror eu quisesse, então praticamente toda semana eu alugava esses filmes citados, além do Massacre da Serra Elétrica e Dawn of the Dead. Mas sei lá, hoje em dia eu não consigo mais alugar filmes de terror que tenham jovens na capa, porque de alguma maneira eu imagino que vá ser péssimo.

  3. Daniel Meeks

    Mais um ótimo roteiro do meu ídolo Kevin Willianson. O suspense é mto bom e as mortes sao caprichadas. Ensina como se fazer um terror adolescente com decência e inteligência.

  4. Diego

    Eu gosto muito do Filme. Foi Sensação na época do Lançamento, com elenco de Primeira e com umas mais maiores cenas de Perseguição em Filmes de Terror com Sarah Michelle Guellar. Quem não lamentou profundamente o fim da cena neh? Enfim, reflete meus Anos 90 e sem duvida é Nostalgia rever sempre!

  5. Thi MarQs

    Eu sempre divido filmes. Se é trilogia, falo da trilogia em si, e não comparo com outro do gênero, então:
    EU SEI O QUE VOCÊS FIZERAM NO VERÃO PASSADO, é, por definição, o melhor de todos!
    E sempre que da, eu revejo sim. É um bom filme. Mas, falaram de uma possível refilmagem, com atores mais velhos e uma história mais próxima da do livro que deu origem, gostaria de saber mais sobre isso, e se é verdade mesmo.

    • Silvana Perez Silvana Perez

      Thiago, o remake foi anunciado no ano passado, mas, até agora, não foram divulgadas mais informações.

  6. MK

    Eu ainda acho esse filme bem legalzinho, talvez porque estou mais movido pela nostalgia do que senso critico, por isso consigo assistir de boa.A história é a cara dos anos 90, por isso ficou muito datada narrativamente falando!

  7. Murilo

    Esse é o meu filme de terror/suspense favorito por muito tempo. foi um dos primeiros que eu assisti e fiquei empolgado na época. Demorou muito p eu assistir a continuação (eu ainda sei / eu sempre vou saber) que por sinal são horriveis.
    esse filme tem algo que realmente me encanta: freddie prinze jr e sarah michele gellar juntos. o que me cativou mesmo foi o elenco e as cenas de suspense que enganam nosso instinto. O que me irritou no filme foi a morte da sarah michele gellar. queria muito ela como sobrevivente ):

  8. Marcio Roberto

    Será que vocês poderiam fazer uma análise do The Faculty? É um dos meus filmes de suspense e ficção preferidos, e também foi escrito por Kevin Willianson, é um filme bastante divertido e que surpreende pelos diálogos e seu enredo muito bem feitos para um filme de “adolescentes”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *