A Noite do Terror Cego (1972)

Tombs of the Blind Dead (1972)
Os Cavaleiros Templários erguem-se de suas tumbas…
A Noite do Terror Cego
Original:La noche del terror ciego
Ano:1972•País:Espanha, Portugal
Direção:Amando de Ossorio
Roteiro:Amando de Ossorio, Jesús Navarro Carrión
Produção:Salvadore Romero
Elenco:César Burner, Lone Fleming, María Elena Arpón, José Thelman, Rufino Inglés, Verónica Llimera, Simón Arriaga

O diretor espanhol Amando de Ossorio, falecido em 2001, é responsável pela tetralogia dos mortos-vivos cegos, Blind Dead, uma franquia conhecida na genealogia dos mortos-vivos, realizada com poucos recursos, sem deixar de ser assustadora e criativa.

Duas amigas da época do orfanato se encontram na piscina de um clube. Mesmo a contragosto de Virgínia (Maria Helena Arpon), que está há dias tentando conquistar seu amigo e companheiro de viagem, Roger (Cesar Burner), Beth (Lone Fleming) é convidada a participar de um passeio de trem a uma cidade portuguesa. No caminho, sentindo-se duplamente ameaçada pela amiga Beth – que pode ter interesse em Roger ou até mesmo por ela (depois de um beijo lésbico no trem), Virginia salta do veículo em movimento – já que o maquinista se negou a parar – e caminha para uma cidade escondida entre árvores, carregando sua bagagem, enquanto ouve os gritos de seus amigos.

Caminhando por uma cidade desconhecida completamente em ruínas, com arquiteturas góticas, Virgínia avista um sombrio e gigantesco cemitério, repleto de tumbas antigas. Sem encontrar qualquer outro ser vivo, a garota se aloja num dos ambientes desérticos para passar a noite, lendo seu livro e ouvindo música. Depois do soar fantasmagórico do velho sino de uma igreja da cidade, envolto em uma neblina densa, os mortos saem lentamente da terra, em seu aspecto putrefato, vestindo longas capas, aos trapos, carregando espadas. O visual dos mortos é fenomenal, num trabalho excelente de José Gómez Soria: são caveiras escuras, sem pele, sem olhos, com mãos finas, esqueléticas. Eles caminham lentamente ao som de tambores fúnebres seguindo sua vítima através dos ruídos, até mesmo de uma simples batida do coração de uma mulher assustada. Quando Virgínia tenta fugir pelos escombros da cidade, é perseguida pelos mortos, montados em seus cavalos assustadores.

Na manhã seguinte, Roger e Beth vão à cidade em busca da amiga e encontram dois policiais, investigando o assassinato da garota, encontrada com mordidas pelo corpo todo. Com a ajuda de um professor, eles ficam sabendo – através de um criativo recurso com imagens e desenhos – de uma lenda envolvendo a antiga cidade medieval de Belzano, onde, na Idade Média, Cavaleiros Templários realizavam rituais de sacrifícios ao demônio com a tentativa de viver além da tumba, encontrar a vida eterna. Excomungados e enforcados, tendo os olhos arrancados por corvos (na sequência O Retorno dos Mortos-Vivos, os olhos foram arrancados para que eles não pudessem encontrar o caminho de volta), os Cavaleiros retornavam todas as noites caçando vítimas, em busca de sangue para manter a maldição viva.

Tombs of the Blind Dead (1972) (2)

Roger e Beth unem-se a Pedro, traficante, filho do professor, e a uma de suas namoradas, e resolvem passar a noite na cidade maldita, para descobrir os mistérios envolvendo o local. Se essa ideia já era suficientemente interessante para o filme A Noite do Terror Cego, o roteiro ainda traz Virgínia como uma morta-viva assustadora, num ótimo momento que ocorre no necrotério. Enquanto a câmera focaliza um funcionário cuidando de seu peixe de estimação, vemos ao fundo a garota se levantando lentamente e caminhando em sua direção – uma cena que seria extremamente copiada nas décadas seguintes

Há também um outro momento de destaque, quando os templários invadem um trem, jorrando sangue nas janelas, com suas espadas, enquanto rasgam as peles frágeis dos passageiros, não poupando nem sequer uma criancinha que observa sua mãe sendo violentamente devorada.

A Noite do Terror Cego (1972) também foi lançado com os títulos Noche del terror ciego, La, Crypt of the Blind Dead, Mark of the Devil, Part 4: Tombs of the Blind Dead, Noche de la muerta ciega, La e The Blind Dead. O filme foi lançado no Brasil, pela Versátil, com excelentes materiais extras e um perfeito acabamento no Box Zumbis no Cinema.

(Visited 255 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

5 comentários em “A Noite do Terror Cego (1972)

  • 13/06/2015 em 11:52
    Permalink

    Um filme sensacional que fecha a trilogia dos mortos de romero e “o dia dos mortos “. Ele deveria ser mais comentado.

    Resposta
  • 10/04/2014 em 16:36
    Permalink

    Um dos melhores filmes de terror espanhóis dos anos 70.
    Uma obra-prima do cinema europeu, com momentos de alta tensão e terror.
    É impossível saber o que vai acontecer; quando os cavaleiros vão atacar e é isso que nos segura até o final.
    A Quadrilogia Blind Dead é a melhor série de terror dos últimos tempos.
    Recomendável.
    Assista a serie completa.

    Resposta
  • 02/05/2013 em 21:33
    Permalink

    deve ser trash pra kraí,mas eu assistiria sim.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien