O Primeiro Vampirologista do Mundo: Leo Allatius

Leo Allatius, também conhecido como Leone Allacci, foi, provavelmente, o primeiro vampirologista do mundo, ainda no século XVII e, provavelmente, o primeiro autor moderno de um livro sobre vampiros. Nascido em 1586 em Chios, uma ilha grega, foi morar em Roma em 1600 para estudar no Colégio Grego e, após o encerramento dos seus estudos, ele retornou a Chios como assistente do bispo católico Marco Giustiniani. Alguns anos depois ele voltaria à Itália para estudar medicina e retórica, chegando a trabalhar vários anos na biblioteca do Vaticano. Em 1661 ele foi nomeado curador, vindo a morrer, em Roma, em 19 de janeiro de 1669.

Leo Allatios

Em 1645 Allatius terminou a obra “De Graecorum Hodie Quirundam Opinationibus“, que discutia as crenças e tradições dos povos da Grécia, fazendo uma cobertura detalhada das tradições vampíricas de seu país. Um dos pontos altos da obra é a descrição do vrykolakas, corpo não-decomposto tomado por demônio, e os procedimentos da Igreja grega quanto às providências a serem tomadas. Pouco depois, o próprio Allatius confirmou suas crenças na existência de vampiros, narrando casos surgidos em Chios.

Apesar de sua crença na existência de vampiros, Allatius não se esforçou em aprofundar mais sobre o tema. Mesmo assim, sua obra popularizou o vampirismo na Europa e o relacionou à Grécia, relação esta que foi alimentada até o final século XIX, quando o mito do vampirismo foi deslocado mais para o Leste europeu (muito por causa da obra “Drácula“, de Bram Stoker).

Também podemos notar que a obra de Leo Allatius não faz julgamentos severos quanto aos mitos que descreve, principalmente o vampirismo, e tal não se deve apenas pelo fato dele acreditar em vampiros: um dos esforços de Allatius foi o de unir as Igrejas grega e romana, o que deixou suas apresentações das crenças locais mais delicadas, pois, de acordo com suas convicções, elas precisavam ser aceitas em Roma como uma extensões da cultura local, e não como heresias.

Leia também:

Orivaldo Leme Biagi

Orivaldo Leme Biagi

É mestre e doutor em História pela UNICAMP e pós-doutor em Relações Públicas pela USP. Atualmente é professor e Coordenador do curso de Direito da FAAT.

Um comentário em “O Primeiro Vampirologista do Mundo: Leo Allatius

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien