O Tubarão Fantasma (2013)

O Tubarão Fantasma (2013) (2)

O Tubarão Fantasma
Original:Ghost Shark
Ano:2013•País:EUA
Direção:Griff Furst
Roteiro:Griff Furst, Eric Forsberg, Paul A. Birkett
Produção:Griff Furst
Elenco:Robert Aberdeen, Jayme Bohn, Eliot Brasseaux, Amy Brassette, Chelsea Bruland, Sloane Coe, Kim Collins, Dave Davis

Apresentado pelo canal de TV “SyFy” e produzido pela “Active Entertainment”, O Tubarão Fantasma tem direção de Griff Furst, que além de diretor também tem vários trabalhos como produtor e ator, mas nada relevante.

O filme tem um prólogo onde pescadores noturnos matam um tubarão branco explodindo sua boca com uma granada em represália por ele ter roubado um peixe já capturado num anzol. Porém, o temível predador dos mares retorna como um espírito fantasma para se vingar de seus algozes. Numa pequena cidade americana chamada Smallport, o tubarão fantasma translúcido ataca suas vítimas aparecendo em qualquer lugar onde tenha água, desde piscinas, banheiras, mangueiras e tubulações, fazendo vítimas para todos os lados com mortes sangrentas.

O Tubarão Fantasma (2013) (3)

Um grupo de adolescentes fúteis desprovidos de cérebros tenta combater a assombração assassina. Formado pela baixinha Ava (Mackenzie Rosman), sua irmã mais nova Cicely (Sloane Coe, que também esteve no péssimo Tubarões Zumbis, 2015), além de Blaise (Dave Davis) e Cameron (Jaren Mitchell), filho do inescrupuloso prefeito da cidade Stahl (Lucky Johnson). Eles contam com a ajuda do veterano xerife Martin (Tom Francis Murphy) e de um velho guardião do farol local Finch (Richard Moll), que tem assuntos pessoais pendentes envolvendo uma maldição com espíritos perturbados e uma caverna próxima ao farol, onde os fantasmas vingativos são gerados.

O Tubarão Fantasma (2013) (1)

Entre os incontáveis filmes com roteiros absurdos envolvendo tubarões, este certamente está entre os mais ridículos. Não há absolutamente nada que se salve. As atuações dos atores são patéticas, apesar de que é difícil exigir alguma coisa do elenco com uma história tão banal sobre um tubarão fantasma. Mas, o pior de tudo são os efeitos de CGI vagabundo, onde todas as cenas com o espírito do peixe comendo gente são tão ruins que não dá nem para rir. Já nas cenas das vítimas ensanguentadas e mutiladas os efeitos toscos são os tradicionais que vemos em dezenas de filmes similares, que não convencem de tão artificiais. Eu acho que tenho uma missão na Terra, que é assistir essas tranqueiras descartáveis que não divertem, justamente para alertar os apreciadores do cinema fantástico (até os fãs de bagaceiras) a não perderem seu valioso tempo.

(Visited 1.105 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

2 comentários em “O Tubarão Fantasma (2013)

  • 13/11/2017 em 19:36
    Permalink

    Independentemente de serem filmes de ínfima categoria,não deixam de ser divertidos na ludricidade deles!É inverossímil que a criatividade tacanha e fúfia da humanidade pode inventar causando cachinadas e risos!

    Resposta
  • 25/01/2017 em 16:50
    Permalink

    Não olhei esse filme e nem quero assistir, mas esse gif me fez rir demais!!!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *