Stephen King, O Mestre do Horror Moderno

Stephen King (1)
*** Atualizado e revisado por Marcus Lamim

“Eu considero o horror como a mais fina das emoções, por isso vou tentar horrorizar os leitores. Mas, se eu achar que não posso horrorizá-lo, vou tentar aterrorizá-lo e, se perceber, então, que não vou conseguir aterrorizá-lo, vou apelar para o terror explícito. Eu não sou orgulhoso.” – Stephen King em seu livro Dança Macabra (1981).

Escritor americano nascido em 21 de setembro de 1947 em Portland no estado americano do Maine, Stephen Edwin King pode ser considerado “O Mestre do Horror Moderno“, devido ao seu notável talento em escrever livros e contar histórias recheadas com elementos sobrenaturais. Sua obra literária alcançou um sucesso e reconhecimento tão grandes, que foi traduzida para mais de 35 países e dezenas de suas histórias foram adaptadas para o cinema e televisão, tornando-se um dos autores mais filmados no Cinema de Horror, ao lado de outros mestres como Edgar Allan Poe, H. P. Lovecraft e Clive Barker. Fazendo um rápido levantamento em sites como IMDB (que acaba considerando curtas-metragens e jogos também) constatamos que já contam com mais de 200 adaptações envolvendo seus trabalhos como escritor ou roteirista.

No começo de 1959, ele iniciou suas atividades literárias editando um fanzine local chamado “Dave´s Rag” juntamente com seu irmão mais velho David. Com baixa tiragem e utilizando recursos modestos de produção, eles reproduziam o jornal com o auxílio de um mimeógrafo e distribuíam na cidade onde moravam, Derham. Em 1963, com a ajuda do amigo Chris Chesley, King publicou uma coleção com 18 contos sobrenaturais chamada “People, Places, and Things – Volume I“, vindo um ano depois a publicar de forma amadora o livro “The Star Invaders“. Aos 18 anos de idade, Stephen King teve seu primeiro trabalho publicado, o conto “I Was a Teenage Grave Robber“, na revista “Comics Review“. Em 1967, ele teve sua primeira história vendida, “The Glass Floor“, para a revista “Startling Mystery Stories“.
Stephen King (3)

Em janeiro de 1971, o escritor casou-se com Tabitha Jane Spruce (atualmente Tabitha Jane King), com quem vive até hoje. Ela foi a responsável pelo marido terminar de escrever o livro “Carrie“, cujo projeto tinha sido abandonado por ele antes da conclusão. Publicado em 1974 e transformado em filme dois anos depois nas mãos do diretor Brian De Palma, a história de uma adolescente com poderes telecinéticos que se vinga mortalmente dos colegas de escola que a desprezavam e humilhavam, foi um grande sucesso de bilheteria e impulsionou de forma avassaladora a carreira de Stephen King, que a partir daí iniciou uma overdose de lançamentos de livros como “A Hora do Vampiro” (1975), “O Iluminado” (1977), “A Dança da Morte” (1978), “Sombras da Noite” (contos, 1978), “Zona Morta” (1979), “A Incendiária” (1980), e muitos, muitos outros mais, com a maioria sendo adaptada e transformada em filmes.

Atualmente, Stephen King vive com sua esposa em Bangor, no Maine (estado americano onde a maioria de suas histórias são ambientadas), e com mais de 350 milhões de cópias vendidas pelo mundo, ele continua escrevendo e também emprestando seu talento para o cinema, que já possui uma galeria maldita com dezenas de filmes baseados em sua obra.
Stephen King (4)

Em junho de 1999 ele sofreu um grave atropelamento quando caminhava por uma estrada, mas com muito esforço conseguiu recuperar-se e logo escreveu o roteiro da minissérie para a TV “A Casa Adormecida” (Rose Red, 2002) e o livro “O Apanhador de Sonhos” (Dreamcatcher), que transformou-se em filme para o cinema no início de 2003, perpetuando seu legado de horror e felizmente saciando sua legião de fãs sedentos por histórias sobrenaturais até os dias atuais.

FILMOGRAFIA – CINEMA

Ao longo de sua relativamente curta história de 120 anos, o cinema sempre procurou adaptar obras literárias produzindo filmes com roteiros inspirados em livros de variadas temáticas e autores de diferentes estilos. Mais especificamente no caso do cinema de horror, os escritores mais famosos e com um maior número de histórias adaptadas são Edgar Allan Poe (332 adaptações) e Howard Phillips Lovecraft (146 adaptações), representando uma época mais antiga; e Clive Barker (32 adaptações) e Stephen King, que fazem parte de um período mais recente e moderno do Horror. King, inclusive, é o recordista entre aqueles nascidos no século XX, em filmes inspirados em sua obra, pois de forma direta ou indireta ele tem participado do cinema fantástico por quase 40 anos e mais de 200 adaptações (incluindo produções para televisão, vídeo, curtas-metragens e minisséries). Esses quatro autores, mundialmente famosos por suas consagradas carreiras literárias, são personalidades marcantes também no cinema, fornecendo ideias, argumentos e histórias para a criação de filmes de horror e ficção científica que têm proporcionado entretenimento para os apreciadores do estilo, e povoado por décadas a imaginação dos fãs com os piores pesadelos…
*FONTE: imdb.com (Dezembro de 2015)

A filmografia baseada em obras de Stephen King (veja breve resumo e listagem detalhada de filmes no final desse artigo) geralmente é considerada de qualidade duvidosa, com a produção de dezenas de filmes que dividem a opinião dos fãs toda vez que são lançados, impulsionando invariavelmente grande movimentação em polêmicas listas de discussão pela internet, com significativa quantidade de elogios e principalmente críticas. Todas essas opiniões a favor ou contrárias são sempre muito subjetivas considerando-se a diferença natural entre um livro e um filme e devido a todas as conhecidas dificuldades em se adaptar uma obra literária para a tela grande.
Stephen King (2)

Mas o que mais tem incomodado os fãs da obra literária de Stephen King e os apreciadores do cinema de horror em geral é que em muitos dos filmes lançados trazendo o nome de King como inspiração de seus roteiros, na verdade houve uma atitude oportunista e equivocada de seus produtores em ganhar promoção utilizando o nome consagrado do autor, pois a maioria desses filmes trazem histórias superficiais e muito pouco baseadas realmente nos argumentos originais de Stephen King, gerando até uma quantidade enorme de sequências descartáveis a partir de filmes originais que já haviam sido mal adaptados.

Outro erro cometido várias vezes pelos produtores foi a insistência em se filmar um conto curto de Stephen King num filme de longa metragem em vez de um episódio de menor duração (apesar que esse fato também aconteceu em muitos casos), obrigando os roteiristas a criarem novas situações em torno do argumento original, distanciando-se de sua proposta inicial com resultados na maioria das vezes não satisfatórios.

Porém, o mais importante para quem aprecia o gênero horror, a despeito de todos os problemas e mesmo exercendo uma análise crítica necessária e indispensável, uma sugestão é procurar se envolver com o principal objetivo do gênero: DIVERSÃO.

FILMOGRAFIA – CINEMA

Carrie, A Estranha (Carrie, 1976) – Direção de Brian De Palma, com Sissy Spacek, Amy Irving, Nancy Allen e John Travolta.
Carrie (1976) (3)
Notas: História adaptada do livro “Carrie” (1974). Teve uma sequência em 1999 (“A Maldição de Carrie” / The Rage – Carrie 2), de Katt Shea, uma refilmagem de 180 minutos para a TV, Carrie“(2002), de David Carson, com Angela Bettis encabeçando o elenco; e foi readaptado em 2013, com Chloë Grace Moretz no papel principal.

O Iluminado (The Shining, 1980) – Direção de Stanley Kubrick, com Jack Nicholson.
O Iluminado (1980) (2)
Nota: História adaptada do livro “O Iluminado” (1977). Inspirou uma minissérie homônima para a TV em 1997.

Creepshow: Show de Horrores (Creepshow, 1982) – Direção de George A. Romero, com Leslie Nielsen, Ed Harris, Tom Savini e Fritz Weaver.
Creepshow (1982)
Nota: Filme dividido em cinco histórias sobrenaturais, com roteiro de Stephen King homenageando as antigas revistas em quadrinhos de horror dos anos 1950 da editora

Cujo (Cujo, 1983) – Direção de Lewis Teague, com Dee Wallace Stone e Ed Lauter. Nota: História adaptada do livro “Cujo” (1981).
Cujo (1983)

A Hora da Zona Morta (The Dead Zone, 1983) – Direção de David Cronenberg, com Christopher Walken, Anthony Zerbe, Martin Sheen, Herbert Lom e Tom Skerritt.
A Hora da Zona Morta (1983) (5)
Notas: História adaptada do livro “Zona Morta” (1979). Inspirou uma série de TV homônima em 2002.

Christine, o Carro Assassino (Christine, 1983) – Direção de John Carpenter, com Keith Gordon e John Stockwell.
Notas: História adaptada do livro “Christine” (1980).

Colheita Maldita (em vídeo) / Filhos do Mal (no cinema) (Children of the Corn, 1984) – Direção de Fritz Kiersch, com Linda Hamilton e R. G. Armstrong.
Colheita Maldita (1984) (6)
Notas: Adaptação da história “As Crianças do Milharal“, do livro de contos “Sombras da Noite” (Night Shift, 1978). Originou uma enorme franquia com outros seis filmes produzidos diretamente para o mercado de vídeo até 2001: Colheita Maldita 2 -O Sacrifício Final (The Final Sacrifice, 1992, de David F. Price); Colheita Maldita 3 (Urban Harvest, 1995, de James D. R. Hickox); Colheita Maldita 4 (The Gathering, 1996, de Greg Spence); Colheita Maldita 5 – Campos do Terror (Fields of Terror, 1998, de Ethan Wiley); Colheita Maldita 666 – Isaac Está de Volta (Isaac’s Return, 1999, de Kari Skogland); Colheita Maldita 7 – A Revelação (Revelation, 2001, de Guy Magar). Há ainda um telefilme de 2009 homônimo ao seu conto original, tendo inclusive o roteiro escrito pelo próprio King e o reboot nomeado Children of the Corn: Genesis de 2011.

Chamas da Vingança (Firestarter, 1984) – Direção de Mark L. Lester, com Drew Barrymore, George C. Scott e David Keith.
Chamas da Vingança (1984)
Notas: História adaptada do livro “A Incendiária” (1980). Teve uma sequência em 2002 para a TV (“Vingança em Chamas” / Firestarter 2: Rekindled), de Robert Iscove; com Malcolm McDowell e Dennis Hopper.

Olhos de Gato (Cat’s Eye, 1984) – Direção de Lewis Teague, com James Woods e Drew Barrymore.
Notas: Filme dividido em três episódios, sendo a história “Ex-Fumantes Ltda.” (Quitter´s Inc.) adaptada do livro de contos “Sombras da Noite“.
Olhos de Gato (1985)

A Hora do Lobisomem (Silver Bullet, 1985) – Direção de Daniel Attias, com Gary Busey e Corey Haim.
Nota: História adaptada do livro “A Hora do Lobisomem” (Cycle of the Werewolf, 1984). Foi exibido na televisão como “Bala de Prata“, tradução literal do original. Os responsáveis pela escolha dos títulos no Brasil foram oportunistas e de forma equivocada nomearam o filme “Lone Wolf“, de 1988, dirigido por John Callas e com Dyan Brown, como “A Hora do Lobisomem 2“, não tendo na verdade nenhuma relação com o filme inspirado no livro de Stephen King.
A Hora do Lobisomem (1985) (1)

Comboio do Terror (Maximum Overdrive, 1986) – Direção de Stephen King, com Emilio Estevez.
Notas: Adaptação da história “Caminhões“, do livro de contos “Sombras da Noite“. Único filme dirigido por Stephen King. Teve uma espécie de refilmagem para a TV em 1998 chamada “Trucks“.
Comboio do Terror (1986) (3)

Conta Comigo (Stand By Me, 1986) – Direção de Rob Reiner, com Wil Wheaton, River Phoenix, Corey Feldman, Jerry O’Connell, Kiefer Sutherland e Richard Dreyfuss.
Nota: História adaptada da novela “O Corpo” (The Body), da coleção “Quatro Estações” (Different Seasons, 1982). A história é verídica, foi baseada num fato realmente ocorrido na infância de King. Inclusive, o próprio autor é retratado no filme, na forma do personagem que se torna um escritor quando adulto.
Conta Comigo (1986) (1)

Creepshow 2: Show de Horrores (Creepshow 2, 1987) – Direção de Michael Gornick, com Tom Savini e George Kennedy.
Notas: Filme dividido em três histórias sobrenaturais, com roteiro de George A. Romero, homenageando as antigas revistas em quadrinhos de horror dos anos 1950 da editora “EC Comics” (Tales From the Crypt / Weird Science / The Vault of Horror). O episódio “A Balsa” é inspirado em conto de Stephen King, do livro “Tripulação de Esqueletos” (Skeleton Crew, 1985).
Creepshow 2 (1987) (1)

O Sobrevivente (The Running Man, 1987) – Direção de Paul Michael Glaser, com Arnold Schwarzenegger.
Nota: História adaptada do livro “The Running Man” (1982, sob o pseudônimo de Richard Bachman).

O Cemitério Maldito (Pet Sematary, 1989) – Direção de Mary Lambert, com Fred Gwynne, Dale Midkiff e Denise Crosby.
Notas: História adaptada do livro “O Cemitério” (1983). Teve uma sequência em 1992 (“O Cemitério Maldito 2” / Pet Sematary Two), também de Mary Lambert, com Edward Furlong.
Cemitério Maldito (1989)

A Criatura do Cemitério (Graveyard Shift, 1990) – Direção de Ralph S. Singleton, com Brad Dourif.
Nota: Adaptação da história “Turno do Cemitério“, do livro de contos “Sombras da Noite“.
A Criatura do Cemitério (1990) (5)

Contos da Escuridão (Tales From the Darkside – The Movie, 1990) – Direção de John Harrison, com Christian Slater.
Nota: Produção de George A. Romero, baseada em série homônima de TV, com três episódios sendo um deles, “The Cat from Hell“, adaptado de um conto de Stephen King, que foi publicado nas antologias “Tales of Unknown Horror” (1978) e “Magicats” (1984).

Louca Obsessão (Misery, 1990) – Direção de Rob Reiner e com James Caan, Kathy Bates e Lauren Bacall.
Notas: História adaptada do livro “Angústia” (1987). Kathy Bates ganhou o “Oscar” de melhor atriz por sua atuação.
Louca Obsessão (1990) (2)

O Passageiro do Futuro (The Lawnmower Man, 1992) – Direção de Brett Leonard, com Pierce Brosnan.
Notas: Suposta adaptação da história “O Homem do Cortador de Grama“, do livro de contos “Sombras da Noite“. Stephen King considerou que o filme não tem nenhuma relação com seu conto e entrou na justiça conseguindo retirar o crédito da história para ele por decisão judicial. Apenas por curiosidade, pois não houve nenhum envolvimento de Stephen King, foi filmada uma sequência em 1996 (“O Passageiro do Futuro 2″ / Lawnmower Man 2: Beyond Cyberspace), de Farhad Mann, com Patrick Bergin
O Passageiro do Futuro (1992) (4)

Sonâmbulos (Sleepwalkers, 1992) – Direção de Mick Garris, com Mark Hamill e Brian Krause.
Nota: Roteiro original de Stephen King, sem ser baseado em nenhum livro ou história já publicada anteriormente.

A Metade Negra (The Dark Half, 1993) – Direção de George A. Romero, com Timothy Hutton e Michael Rooker.
Nota: História adaptada do livro “A Metade Negra” (1989).

Trocas Macabras (Needful Things, 1993) – Direção de Fraser C. Heston, com Max Von Sydow e Ed Harris.
Nota: História adaptada do livro “Trocas Macabras” (1991).

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, 1994) – Direção de Frank Darabont, com Morgan Freeman e Tim Robbins.
Nota: História adaptada da novela “Os Condenados de Shawshank” (Rita Hayworth & the Shawshank Redemption), da coleção “Quatro Estações“.
Um Sonho de Liberdade (1994) (3)

Mangler- O Grito de Terror (The Mangler, 1995) – Direção de Tobe Hooper, com Robert Englund e Ted Levine.
Notas: Adaptação da história “A Máquina de Passar Roupa“, do livro de contos “Sombras da Noite“. Teve uma sequência em 2001 para a TV (“Pânico Virtual” / The Mangler 2), de Michael Hamilton-Wright, com Lance Henriksen; e uma em 2005, “Mangler: O Massacre“.
Mangler (1995) (5)

Eclipse Total (Dolores Claiborne, 1995) – Direção de Taylor Hackford, com Kathy Bates e Jennifer Jason Leigh.
Nota: História adaptada do livro “Eclipse Total” (1992).
Eclipse Total (1995) (2)

A Maldição (Thinner, 1996) – Direção de Tom Holland, com Robert John Burke.
Nota: História adaptada do livro “A Maldição do Cigano” (1984, sob o pseudônimo de Richard Bachman).
A Maldicao (1996) (2)

Voo Noturno (The Night Flier, 1997) – Direção de Mark Pavia, com Miguel Ferrer.
Nota: Adaptação de história “O Piloto Noturno“, do livro de contos “Pesadelos e Paisagens Noturnas” (Nightmares & Dreamscapes, 1993), e que também havia sido publicado antes na antologia “Prime Evil” (1988).
Voo Noturno (1997)

O Aprendiz (Apt Pupil, 1998) – Direção de Bryan Singer, com Ian McKellen e Elias Koteas.
Nota: História adaptada da novela “Aluno Inteligente“, da coleção “Quatro Estações”.
O Aprendiz (1998)

À Espera de Um Milagre (The Green Mile, 1999) – Direção de Frank Darabont, com Tom Hanks, Michael Clarke Duncan, David Morse, Gary Sinise e Barry Pepper.
Notas: História adaptada da mini-série literária “O Corredor da Morte” (1996), a primeira e única já escrita por Stephen King. Somente depois da produção do filme é que os capítulos foram reunidos em um único livro, que no Brasil se chamou “À Espera de Um Milagre“.

Lembranças de um Verão (Hearts in Atlantis, 2001) – Direção de Scott Hicks, com Anthony Hopkins e David Morse.
Nota: História adaptada do livro “Corações na Atlântida” (1999).

O Apanhador de Sonhos (Dreamcatcher, 2003) – Direção de Lawrence Kasdan, com Morgan Freeman e Tom Sizemore.
Nota: História adaptada do livro “O Apanhador de Sonhos” (2001).
O Apanhador de Sonhos (2003)

Janela Secreta, A (Secret Window, 2004) – Direção e roteiro de David Koepp, com Johnny Depp, John Turturro, Timothy Hutton, Maria Bello e Charles S. Dutton.
Nota: História adaptada do conto “Meia-noite e Dois Minutos: Janela Secreta, Jardim Secreto“, do livro “Depois da Meia-Noite” (From Four Past Midnight, 1990).
A Janela Secreta (2004) (1)

Montado na Bala (Riding the Bullet, 2003) – Direção de Mick Garris, com Jonathan Jackson e David Arquette.
Nota: História adaptada do e-book “Riding the Bullet“.
Montado na Bala (2004)
1408 (1408, 2007) – Direção de Mikael Håfström.
Nota: História adaptada do conto “1408“.
1408 (2007)

O Nevoeiro (The Mist, 2007) – Direção de Frank Darabont.
Nota: História adaptada do conto “O Nevoeiro“, do livro “Tripulação de Esqueletos“.
O Nevoeiro (2007)

Sede de Vingança (Dolan’s Cadillac, 2009) – Direção de Jeff Beesley, com Christian Slater e Wes Bentley.
Nota: Baseado no conto O Cadillac de Dolan contido no livro “Pesadelos e Paisagens Noturnas“.

Willa (EUA, 2012). Direção de Christopher Birk. Longa-metragem independente baseado no conto publicado no livro Ao Cair Da Noite (2008)

A Good Marriage (EUA, 2014). Direção de Peter Askin, com Joan Allen. Baseado no conto homônimo publicado na coletânea “Escuridão Total sem Estrelas” (2010)
A Good Marriage (2014)

Pacto Maligno (Mercy, EUA, 2014). Direção de Peter Cornwell. Com Mark Duplass. Longa baseado no conto “Gramma” contido na coletânea “Tripulação de Esqueletos“.
Mercy (2014)

FILMOGRAFIA – TELEVISÃO / VÍDEO

A Mansão Marsten ( Salem’s Lot, 1979) – Minissérie de 210 minutos com direção de Tobe Hooper e com James Mason.
Notas: História adaptada do livro “A Hora do Vampiro” (1975). Teve uma versão reduzida de 112 minutos lançada em vídeo e teve também uma sequência em 1988 (“Retorno a Salem’s Lot” / A Return to Salem’s Lot), de Larry Cohen. E em 2004 teve uma outra minissérie homônima produzida diretamente para a TV com direção de Mikael Salomon.
A Mansão Marsten (2004) (1)

O Processador de Palavras dos Deuses (The Word Processor of the Gods, 1984) – Episódio da série de TV “Tales From the Darkside”.
Nota: Lançado em vídeo como “Contos da Escuridão 2“, baseado em conto do livro “Tripulação de Esqueletos“.

Gramma (1985) – Episódio da nova série de TV “Além da Imaginação” (The Twilight Zone, 1985/1989).
Nota: Com roteiro do escritor Harlan Ellison, baseado em conto do livro “Tripulação de Esqueletos“.

The Moving Finger (1988) – Episódio da série de TV “Monstros” (Monsters, 1988/1989).
Nota: Primeiro foi escrito o roteiro e depois a história foi publicada na revista “Fantasy & Science Fiction” (Dezembro de 1990).

O Túnel do Horror (Stephen King’s Night Shift Collection, 1989)
Notas: Antologia com três episódios curtos de horror, dirigidos por John Woodward, Jack D. Garrett e Damian Harris, respectivamente. As histórias são “Discípulos do Corvo” (Disciples of the Crow, 1983, do conto “As Crianças do Milharal“, filmado também em 1984 como “Colheita Maldita“, inspirada no livro de contos “Sombras da Noite“), além de “O Quarto 321” (The Night Waiter, 1987) e “A Hora da Morte” (Killing Time, 1995), estas não baseadas na obra de King. Foi lançado em VCD no Brasil.
Túnel do Horror (1983)

It- Uma Obra-Prima do Medo (It, 1990) – Minissérie de 192 minutos, com direção de Tommy Lee Wallace e com Anette O’Toole e Richard Thomas.
Nota: História adaptada do livro “A Coisa” (1986).
It (1990) (2)

Jovem Outra Vez (The Golden Years, 1991) – Minissérie, com Keith Szarabajka, Ed Lauter e R. D. Call.
Nota: Roteiro original de Stephen King, sem ser baseado em nenhum livro ou história já publicada anteriormente.

Às Vezes Eles Voltam (Sometimes They Come Back, 1991) – Direção de Tom McLoughlin, com Tim Matheson.
Notas: Adaptação da história “Às Vezes Eles Voltam”, do livro de contos “Sombras da Noite”. Teve outras duas sequências em 1996 (“Às Vezes Eles Voltam 2” / Sometimes They Come Back… Again), de Adam Grossman e 1998 (“Às Vezes Eles Voltam… Para Sempre” / Sometimes They Come Back… For More), de Daniel Zelik Berk.
Às Vezes Eles Voltam (1991) (2)

Chinga (1993) – Episódio da série de TV “Arquivo X” (The X-Files, 1993/2002).

Tommyknockers – Tranquem Suas Portas (The Tommyknockers, 1993) – Direção de John Power, com Jimmy Smits e Traci Lords.
Nota: História adaptada do livro “Os Estranhos” (1988).

A Dança da Morte (The Stand, 1994) – Minissérie de 366 minutos com direção de Mick Garris e com Gary Sinise.
Nota: História adaptada do livro “A Dança da Morte” (1978).
A Dança da Morte (1994) (1)

Fenda no Tempo (The Langoliers, 1995) – Direção de Tom Holland, com Dean Stockwell e David Morse.
Nota: Adaptação da novela “Os Langoliers“, do livro “Depois da Meia-noite” (From Four Past Midnight, 1990).
Fenda no Tempo (1995) (17)

The Revelations of Becka Paulson (1995) – Episódio da nova série de TV “Quinta Dimensão” (The Outer Limits, 1995).
Nota: Adaptação da historia “The Revelations of Becka Paulson“, publicada na revista “Rolling Stone” (Dezembro de 1979).

O Iluminado (The Shining, 1997) – Minissérie de 273 minutos, com direção de Mick Garris e com Rebecca De Mornay.
Notas: História adaptada do livro “O Iluminado” (1977). Teve um filme homônimo para o cinema em 1980, dirigido por Stanley Kubrick e com Jack Nicholson.

Trucks – Comboio do Terror (Trucks, 1998) – Direção de Chris Thomson, com Brendan Fletcher.
Notas: Adaptação da história “Caminhões”, do livro de contos “Sombras da Noite“. Uma espécie de refilmagem de “Comboio do Terror” (1985), único filme dirigido por Stephen King.

A Maldição de Quicksilver (Quicksilver Highway, 1998) – Direção de Mick Garris, com Christopher Lloyd.
Notas: Filme dividido em duas histórias de uma série cancelada de TV em forma de antologia. Uma das histórias é de Clive Barker (The Body Politic) e a outra é de Stephen King (“A Dentadura Mecânica” / Chattery Teeth), do livro de contos “Pesadelos e Paisagens Noturnas“.

A Tempestade do Século (Storm of the Century, 1999) – Minissérie de 288 minutos, com direção de Craig R. Baxley e com Timothy Daly.
Nota: Primeiro foi escrito o roteiro para uma minissérie de TV, e depois a história foi transformada em livro.
A Tempestade do Século (1999)

Rose Red – A Casa Adormecida (Rose Red, 2002) – Minissérie de 254 minutos , com direção de Craig R. Baxley e com Nancy Travis e Kimberly J. Brown.
Nota: Roteiro original de Stephen King, sem ser baseado em nenhum livro ou história já publicada anteriormente.
Rose Red (2002)

The Dead Zone (2002) – Série de TV, com Anthony Michael Hall.
Notas: História adaptada do livro “Zona Morta” (1979). Teve um filme homônimo para o cinema de 1983, dirigido por David Cronenberg, com Christopher Walken, Anthony Zerbe, Martin Sheen, Herbert Lom e Tom Skerritt.

The Diary of Ellen Rimbauer (2003) – direção de Craig R. Baxley e com Lisa Brenner e Steven Brand.
Nota: Os personagens da história foram criados por Stephen King. Sequência da minissérie A Casa Adormecida.

Kingdom Hospital (2004) – Série de TV, escrita especialmente para a TV. Direção de Craig R. Baxley .
Nota: roteiro de Stephen King, Tabitha King, Richard Dooling, Lars von Trier e Niels Vørsel

Desespero (Desperation, 2006) – Direção de Mick Garris, com Tom Skerritt e Steven Weber.
Nota: História adaptada do livro “Desespero“.
Desespero (2006) (3)

Pesadelos e Paisagens Noturnas (Nightmares and Dreamscapes: From the Stories of Stephen King, EUA/Austrália, 2006) – Série de TV, com direção de Rob Bowman, Mark Haber, Brian Henson, Sergio Mimica-Gezzan, Mike Robe, Mikael Salomon.
Nota: Episódios baseados nos contos das antologias “Pesadelos e Paisagens Noturnas Vol. 1 e 2“, e outras.
Pesadelos e Paisagens Noturnas (2006) (9)

Haven (EUA, 2010-2014). Série de TV baseada no romance The Colorado Kid.

Saco de Ossos (Bag of Bones, EUA, 2011) – minissérie de TV exibida em dois capítulos baseada no romance homônimo. O papel principal é do ator Pierce Brosnan.
Saco de Ossos (2011) (3)

Big Driver (EUA, 2014). Telefilme produzido pela Lifetime Television, dirigido por Mikael Salomon com a atriz Maria Bello.
Big Driver (2014)

Under the Dome: Prisão Invisível (Under the Dome, EUA, 2013-2015) – Série de TV baseada no romance homônimo publicado em 2009.
Under the Dome (2013) (2)

Notas do Autor:
1: Essa listagem da produção de cinema e TV/Vídeo baseados em histórias de Stephen King pode ser considerada bem completa, abrangendo um período de quase quarenta anos e dezenas de filmes com participação direta ou indireta do “mestre do horror moderno“. Porém, podem ocorrer também omissões de filmes ou falhas de informações. Alguns filmes produzidos como sequências de franquias foram realizados para a televisão ou vídeo, apesar de constarem como notas na lista de filmes para o cinema, devido aos seus originais terem sido lançados na tela grande.

2: Não constam na listagem alguns filmes de curta metragem lançados em vídeo como: “A Mulher no Quarto” (The Woman in the Room, 1983), “The Night Waiter” (1987), “The Boogeyman” (1995), “O Fantasma” (Ghosts, 1997), “Paranoid” (2000), “Primavera Vermelha” (Strawberry Spring, 2001), “Night Surf” (2002), “Rainy Season” (2002), entre outros. A maioria dos curtas baseados em sua obra são de um projeto chamado Dollar Babies, que são filmes geralmente feitos por estudantes de cinema cujos direitos não-exclusivos custam apenas 1 dólar.

3: Entre os vários projetos anunciados ou em desenvolvimento com participação de Stephen King, teremos para 2017 a promessa de um filme baseado na série A Torre Negra, em 2016 a adaptação do livro Celular, já com John Cusack e Isabelle Fuhrman confirmados no elenco. It também terá uma readaptação comandada por Andrés Muschietti. Como podemos perceber, o escritor Stephen King continua com seu trabalho bastante requisitado, mostrando que sua obra permanece despertando muito interesse aos executivos da indústria de televisão e cinema.

4: Esse artigo tem recebido constantes atualizações conforme vão surgindo novos filmes e produções em geral envolvendo o nome de Stephen King, porém acompanhar o ritmo de atividades profissionais do escritor é um trabalho difícil e podem ocorrer falhas e erros ao longo do texto (reforçando o que já foi registrado no item 1 das observações).

(Visited 356 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

2 comentários em “Stephen King, O Mestre do Horror Moderno

  • 09/02/2016 em 00:25
    Permalink

    Pô, Juvenatrix! Muito obrigado, cara, pois justamente esse feriadão estava procurando pela net listas concretas de adaptações em filmes do mestre Stephen!
    Agora já tenho onde me basear para ler os livros e asistir os filmes! Obg, msm!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien