Cinema

Terror As Boas Maneiras premiado no Festival do Rio 2017

Longa de Juliana Rojas e Marco Dutra faturou três prêmios, entre eles o de melhor filme

Com produção de Juliana Rojas e Marco Dutra, o terror fantástico As Boas Maneiras foi premiado neste domingo, durante uma cerimônia realizada no Cine Odeon, em três categorias da Premiére Brasil do 19º Festival do Rio. O longa faturou três troféus Redentor, entre eles o de melhor longa de ficção, melhor atriz coadjuvante para Marjorie Estiano e melhor fotografia.

As Boas Maneiras já havia recebido um prêmio especial do júri do Festival de Locarno, na Suíça, e conta a história de Clara (Isabél Zuaa), enfermeira solitária da periferia de São Paulo, que é contratada pela rica e misteriosa Ana (Marjorie Estiano) como babá do seu futuro filho. Uma noite de lua cheia muda para sempre a vida das duas mulheres.

Juliana Rojas e Marco Dutra já haviam trabalhado juntos em Trabalhar Cansa (2011), onde já mostravam afinidade com o gênero fantástico. Além do troféu Redentor, As Boas Maneiras ainda recebeu o Prêmio Petrobras de Cinema, que garante o investimento de R$ 200 mil na distribuição em salas comerciais, e o Prêmio Félix de melhor obra com temática LGBT.

As Boas Maneiras ainda não tem previsão de data de estreia no circuito comercial.

Leia também:

2 Comentários

  1. Marcos

    Um premio de Melhor obra com tematica LGBT já me faz ficar com medo (no mal sentido) do filme, não por preconceito, mas pela falta de afinidade de cineastas brasileiros que resolvem abordar esses temas em historias de terror ou fantásticas (vide o horrível “JESUS” de Dennilson Ramalho). Espero estar enganado.

  2. Fabio Alex

    Tô sedento pra ver esse filme

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *