Malditos Sejam! (2011)

Malditos Sejam! (2011)
Grande filme de terror argentino!
Malditos Sejam!
Original:Malditos sean!
Ano:2011•País:Argentina
Direção:Fabián Forte, Demián Rugna
Roteiro:Fabián Forte, Demián Rugna
Produção:Demián Rugna
Elenco:Victoria Almeida, Paula Bouquet Roldán, Víctor Cura, Pedro Di Salvia, Cucho Fernández, Hugo Halbrich, Carlos Larrañaga

Melhor Longa de Horror, Melhor Longa Vítima e Melhor Longa Vilão – estes foram os prêmios merecidamente conquistados por Malditos Sejam! no Cinefantasy 2011. Este longa argentino foi uma grata surpresa, já que seus filmes do gênero não são conhecidos por aqui.

O filme é dividido em três momentos diferentes, que giram em torno de Ulisses, um curandeiro – na verdade mais para um bruxo – poderoso e vingativo. Em uma história, um matador contratado tenta se livrar do tormento da alma de um garoto morto por suas mãos; em outro momento, videntes tentam se livrar de um demônio que acompanha um simples homem que só queria ter mais sorte na vida. Enquanto Ulisses estava na cadeia, um grupo de policiais tenta salvar outro que desapareceu quando o bruxo era preso. O problema é que anões de jardim são ótimos para guardar coisas, inclusive maldições – em paralelo, Ulisses tenta escapar da prisão com ajuda de outros detentos, e sua vítima acaba sendo o delegado, através de uma maldição bizarra.

Do humor negro ao bizarro, o filme tem uma produção impecável: a fotografia acinzentada, em meio a um cenário sujo, belas atuações de todo elenco – desde os caricatos policiais da década de 70, às videntes perseguidas por um demônio sanguinário. O roteiro é redondinho ligando as histórias paralelas e seus personagens: Ulisses tem motivos para ajudar uns e se vingar de outros.

Vale destacar o clima sombrio e agonizante do primeiro episódio, quando o fantasma do garoto atormenta o capanga – o humor negro do segundo episódio, onde o personagem interpretado por um dos diretores (o Mazzaropi, conforme disse o projetista Ivandro Godoy) tem um ato de heroísmo bastante peculiar para salvar sua amada das garras do Demônio, no momento mais hilário do longa. Por fim, a bizarra maldição que é lançada sobre o delegado, rendendo-lhe o prêmio de Melhor Vítima para esse personagem. Há também o grupo de anões, vencedores do prêmio de Melhor Vilão, em uma cena violenta e engraçada.

Malditos Sejam! (2011) (1)

Os diretores Fabián Forte e Damián Rugna utilizam da regionalidade e de crenças locais para construir os personagens: videntes que veem o futuro em borras de café; bruxarias; demônios – uma mistura de gêneros que impressiona pela criatividade do roteiro, e na mão pesada da direção. O Cinema Argentino Fantástico tem muito a mostrar para o mundo, assim como para nós brasileiros – que sigamos o exemplo dos hermanos, e que sejam dados o devido apoio e reconhecimento que esse gênero de filmes merece por aqui.

(Visited 38 times, 1 visits today)
Ivo Costa

Ivo Costa

Estudante de Cinema, fez parte do Juri Popular do Cinefantasy em 2011. Além de crítico do Boca do Inferno, atua como diretor e roteirista de curtas-metragens.

2 comentários em “Malditos Sejam! (2011)

  • 13/08/2014 em 09:40
    Permalink

    Tem no Youtube para assistir em ótima qualidade e recomendo o filme é muito bom mesmo.

    Resposta
  • 12/05/2013 em 22:34
    Permalink

    dever ser bem legal isso aí.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien