Os Outros (2001)

Os Outros (2001)
Horror psicológico de primeira qualidade
Os Outros
Original:The Others
Ano:2001•País:EUA, Espanha, França, Itália
Direção:Alejandro Amenábar
Roteiro:Alejandro Amenábar
Produção:Fernando Bovaira, José Luis Cuerda, Sunmin Park
Elenco:Nicole Kidman, Fionnula Flanagan, Christopher Eccleston, Alakina Mann, James Bentley, Eric Sykes, Elaine Cassidy, Keith Allen, Michelle Fairley

Em 02/11/01 entrou em cartaz nos cinemas o horror sobrenatural Os Outros (The Others / Los Otros), numa co-produção entre Espanha, França e Estados Unidos, com a americana Nicole Kidman encabeçando o elenco num filme que retorna com o velho e fascinante tema de casa mal assombrada.

Lembrando em alguns aspectos o excelente clássico Os Inocentes (1960), de Jack Clayton, o roteiro conta a história de uma jovem e recente viúva, Grace (Kidman), que perdeu seu marido lutando pela Inglaterra contra os alemães na Segunda Guerra Mundial, e que vai morar logo após o final da guerra em 1945 com seus dois filhos pequenos, uma menina e um menino, numa misteriosa e isolada casa numa ilha na costa da Inglaterra que se revela uma enorme mansão no melhor estilo gótico. Como seus filhos possuem uma rara doença que os impede de receber raios solares, que podem causá-los graves feridas no corpo e um sufocamento mortal, a casa está quase sempre fechada e mergulhada num ambiente sombrio e lúgubre, onde cada porta aberta obriga o fechamento com chave da anterior e os ambientes estão sempre repletos de grandes cortinas para impedir a entrada da luz natural.

Quando um grupo de três estranhos empregados é contratado para os serviços domésticos, um casal de idosos (o jardineiro Mr. Tuttle, interpretado por Eric Sykes, e a governanta Mrs. Mills, papel de Fionulla Flanagan), e uma jovem adolescente muda cozinheira (Lydia, interpretada por Elaine Cassidy), fatos estranhos passam a ocorrer, envolvendo assombrações e situações sobrenaturais, culminando numa revelação surpreendente.

Os Outros (2001) (2)

É um dos melhores filmes de horror psicológico dos últimos tempos, retornando com a nostálgica e infalível ideia de um horror sugerido, à espreita, atrás da porta, numa história típica de mansão assombrada por fantasmas (ou pelos vivos…). Nicole Kidman está ótima como a mãe excessivamente religiosa e protetora de seus filhos, que ficou viúva por uma fatalidade do destino e terá que viver sozinha num enorme casarão antigo, revelando-se neurótica e permitindo mais tarde o desenvolvimento inevitável de sua insanidade.

A direção e o roteiro são do talentoso cineasta chileno Alejandro Amenábar e o filme se utiliza obviamente dos velhos clichês característicos do gênero, como uma mansão gótica, neblina espessa em meio a um bosque com árvores fantasmagóricas, portas que rangem e fecham sozinhas, vozes do além, ruídos estranhos nos outros aposentos, cemitério com lápides de pedra no jardim, piano que toca sozinho, porém tudo de forma bem colocada não deixando cair na banalidade e mantendo a atenção (ou tensão) do espectador.

Os Outros (3)

Algumas cenas são memoráveis e grande exemplo de um horror clássico, como quando o misterioso trio de empregados tem sua real identidade descoberta pelas crianças da casa e são vistos caminhando vagarosamente na direção delas em meio à espessa neblina de uma noite de luar num enorme jardim macabro, ou quando num momento de alucinação de Grace, ela vê sua filha vestindo um véu de noiva branco brincar com uma marionete e a confunde com uma estranha velha que fala com a voz da criança, culminando num ataque de loucura da mãe contra a filha.

E o final é bem criativo, tentando fugir do convencional, procurando amarrar todas as situações da história numa surpresa muito interessante. É como diz a misteriosa governanta para sua patroa num momento em que esta está confusa mentalmente frente aos eventos assombrosos que estão ocorrendo: Às vezes o mundo dos vivos se mistura com o mundo dos mortos….

Observação: O filme foi exibido pela primeira vez na televisão aberta em 17/11/04, pela TV Globo, às 22:30 horas na sessão Cinema Especial, que acontece às quartas-feiras em ocasiões especiais, quando não há a exibição de algum jogo de futebol.

(Visited 1.365 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

9 comentários em “Os Outros (2001)

  • 19/05/2018 em 21:47
    Permalink

    Assim como “Os Inocentes”, “Os Outros” esbanja mistério e perfeição nos detalhes! Um dos meus no top 10 do gênero.

    Resposta
  • 30/09/2017 em 22:19
    Permalink

    Todas teorias que você criar durante o filme vai estar errada.

    Resposta
  • 21/09/2016 em 14:32
    Permalink

    Eu acho o filme fantástico !!! Principalmente para alguém espírita Kardecista. Segundo o espiritismo, alguns desencarnados realmente permanecem nos locais onde faleceram, acreditando-se vivos. Principalmente em casos de mortes traumáticas, como é o caso dos personagens. Recomendo.

    Resposta
  • 19/10/2014 em 11:10
    Permalink

    Um filme de primeira classe.
    Um suspense psicológico como os de antigamente, onde a surpresa chega aos poucos e os sustos também.
    Um filme excelente.

    Resposta
  • 18/10/2014 em 23:20
    Permalink

    O filme é sensacional!!!

    Resposta
  • 03/01/2014 em 20:30
    Permalink

    Um dos melhores exemplos de Cinema Fantástico de todos os tempos!

    Resposta
  • 13/10/2013 em 21:11
    Permalink

    Excelente filme!!!, Só uma correção: Nicole Kidman é na verdade australiana.

    Resposta
  • 04/05/2013 em 21:58
    Permalink

    um dos poucos filme de fantasmas da nova geração que vale a pena ver,muito bom.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien