Paul, o Alien Fugitivo (2011)

Paul (2011)
Área 51? Uma boa ideia!
Paul, o Alien Fugitivo
Original:Paul
Ano:2011•País:EUA, UK
Direção:Greg Mottola
Roteiro:Simon Pegg, Nick Frost
Produção:Tim Bevan, Eric Fellner, Nira Park
Elenco:Mia Stallard, Simon Pegg, Nick Frost, Jeremy Owen, Jeffrey Tambor, David House, Nelson Ascencio, Jane Lynch, David Koechner, Jesse Plemons, Seth Rogen, Jason Bateman, Sigourney Weaver, Bill Hader

Depois de homenagear os filmes de zumbi e os buddy cop movies, Simon Pegg e Nick Frost se juntam mais uma vez, agora para prestar um tributo irreverente à ficção científica. Paul – O Alien Fugitivo não faz parte da trilogia Sangue e Sorvete, iniciada com Todo Mundo Quase Morto e Chumbo Grosso, filmes estrelados pela dupla Pegg e Frost e que levavam o nome de Edgar Wright na direção. Essa é na verdade uma produção norte-americana dirigida por Greg Mottola (Superbad – É Hoje!), que junta os dois britânicos com vários comediantes ianques.

Pegg e Frost são os nerds que atravessam o Atlântico para participar da Comic Con e, durante uma viagem de trailer pelos pontos mais famosos de aterrissagem de OVNI’s dos EUA, acabam dando carona ao alienígena Paul (o insuportável Seth Rogen, que aqui felizmente só trabalha com sua voz), que acabou de fugir da área 51. Juntos, os três têm de fugir dos agentes do governo, enquanto realizam o sonho nerd de fazer seu próprio contato imediato de terceiro grau!

O filme causou polêmica, não pelo conteúdo obsceno das piadas (embora muitas sejam bem pesadinhas) mas por conta da personagem de Kristen Wiig, que começa como uma moça carola e logo se torna uma devassa, assim que Paul lhe prova que Deus não existe. Pura bobagem dos moralistas, já que ninguém vai mudar de religião por conta de uma simples comédia.

Paul (2011) (1)

As piadas e referências são muitas, mas o mais divertido é acompanhar a relação entre o trio principal. Juntar a dupla de Todo Mundo Quase Morto com um comediante de quinta como Seth Rogen (que, mesmo interpretando um alien, tem que fumar um baseado em certo momento, como em todos os filmes que fez na vida, já que pra ele isso é tãaao engraçado…) foi arriscado, mas como Pegg e Frost contracenam apenas com um boneco digital, a peteca não cai. Os clichês e bobagens do roteiro fazem parte da brincadeira, e devem ser mais do que o suficiente para agradar os fãs do gênero.

Leia também:

Matheus Ferraz

Matheus Ferraz

Mineiro, autor publicado e mestre em Biografia pela University of Buckingham

2 comentários em “Paul, o Alien Fugitivo (2011)

  • 18/07/2014 em 19:21
    Permalink

    Gostei muito. Na realidade não houve ainda nenhum filme do Simon Pegg que eu não gostasse. Esse é hilário e super divertido. Ótima homenagem aos filmes de ficção!

    Resposta
  • 28/12/2013 em 21:42
    Permalink

    Esse filme é show!
    Muito boa comédia, recomendo a todos!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien