Críticas

A Serbian Film – Terror sem Limites (2010)

Passa a sensação que o objetivo não é fazer apologia à violência extrema e sim corajosamente mostrar a crueldade doentia da raça humana!

A Serbian Film (2010)

A Serbian Film - Terror sem Limites
Original:Srpski film
Ano:2010•País:Sérvia
Direção:Srdjan Spasojevic
Roteiro:Srdjan Spasojevic, Aleksandar Radivojevic
Produção:Srdjan Spasojevic
Elenco:Srdjan Todorovic, Sergej Trifunovic, Jelena Gavrilovic, Slobodan Bestic, Katarina Zutic, Luka Mijatovic, Ana Sakic, Lena Bogdanovic, Miodrag Krcmarik, Nenad Herakovic

Filme produzido na Sérvia, um país europeu que vivenciou uma guerra civil repleta de cruéis atrocidades nos anos 90 do século passado. Teve grande repercussão no Brasil devido à censura que recebeu, ficando proibida sua exibição por aqui por algum tempo.

Na história, o famoso ator pornô Milos (Srdjan Todorovic), que estava afastado das câmeras e tentava viver com sua família, esposa Marija (Jelena Gavrilovic) e filho pequeno, Peter, recebe uma proposta milionária de Vukmir (Sergej Trifunovic) para participar de um filme misterioso. Devido aos problemas financeiros, ele aceita o trabalho, mesmo não recebendo nenhuma informação sobre o roteiro. Mais tarde, ele descobre que o filme explorava perversão, tortura, pedofilia e necrofilia, mas não consegue mais abandonar o projeto colocando em risco até a vida de sua família.

A Serbian Film (2010) (2)

Ousado e transgressor, o filme de Srdjan Spasojevic tem sua primeira metade abordando com mais ênfase o convite ao ator para fazer um filme “diferente”, e a metade final parte para a violência com cenas fortes e sangrentas. Tem muitas cenas de sexo violento e não faltam cabeças esmagadas e sangue espalhado pelo chão, além de um final perturbador. A ideia geral passa a sensação que o objetivo não é fazer apologia à violência extrema e sim ser um filme corajoso ao mostrar sem pudores a crueldade doentia da raça humana.

Leia também:

17 Comentários

  1. Sérgio Coruja

    A não ser para leigos, ou para os mais sensíveis, o filme não é chocante.
    Talvez, pela falta de talento do diretor e da forma como as coisas são jogadas na tela, o filme não choque como deveria chocar, o que, imagino, deva ter sido a intenção. Sem contar que o filme peca por não ter a crueza que um filme como esse pede, como o Last House On The Left do Craven, que embora ache apenas razoável, é crú como um filme como esse tem que ser.

    Porque ninguém mostraria algumas cenas, como por exemplo, a polêmica cena do bebê, se não quisesse chocar, concordam? Só que achei tal cena risível, seja por causa do efeito barato e inconvincente, seja por causa do contexto em que ela ocorre.

    Em outra situação, e com um diretor talentoso, a cena envolvendo o bebê, mesmo que só sugerida, seria revoltante.

    Enfim, para mim, o melhor momento do filme é sequencia final, por causa do humor negro.

  2. Paulinha

    filme chato….estou até agora aguardando toda a “violência” desse filme!!!!

  3. joao

    O filme tem uma estética ofensiva ao ser humano. Não coloco isso como um aspecto negativo, mas é difícil ver sem se chocar.

    • Eduardo Nascimento

      O objetivo desse filme é chocar, se ele consegue, então ele atingiu seu objetivo.

  4. Murilo

    Eu assisti esse filme cortando partes. Preferi focar no drama e na controvérsia que causou. Alias, estive pensando esses dias “A Serbian Film – Terror sem Limites” há um pequeno erro na tradução pro Brasil, esse filme de terror não causa nada! Horror sem limites isso sim! horror porque traz asco, nojo e rejeição de qem assiste. alguém me corrige se eu estiver errado. Pode ser que esse filme tenha terror psicologico mas é parte do roteiro mas como genero é um horror e um belo trash moderno rs

    • Eduardo Nascimento

      Com todo o respeito, mas assistir um filme cortando partes já te desqualifica totalmente para avaliá-lo. As mesmas cenas que geram o asco, nojo e rejeição que vc citou causam terror naqueles que se envolvem com o filme a ponto de se transferirem pro ambiente escuro, atmosfera opressora e atos abomináveis que o filme apresenta. Se vc curte apenas terror psicológico, de fato, A Serbian filme nunca te agradará. Me corrijam se eu estiver errado, mas filmes trash são filmes de qualidade técnica muito ruins (propositadamente ou não), o que não é o caso de A Serbian, que é um filme sério, com cenas bem construídas e atuações convincentes. Não sou dono da verdade, mas humildemente acho que os meus enbasamentos são mais precisos.

  5. MORCEGO

    Perto desse filme, CANNIBAL HOLOCAUST é o melhor filme de todos os tempos!!!!!!!!!
    Muito melhor assistir esse Clássico do Terror Italiano do que essa porcaria!!!!
    Não sei de onde tiraram a ideia de que é um filme forte, porque, simplesmente, não me choquei nem um pouco ao vê-lo. Não há nada de chocante nesse filme, apenas situações forçadas e gratuitas!!!! Nada comparado ao filme de Ruggero Deodatto ou outros filmes do mesmo período.
    Prefiro 1000 vezes assistir FACES DA MORTE comendo, do que assistir esse filme fraco.

    • Eduardo Nascimento

      Se A Serbian Film é fraco então Cannibal Holocaust é filme pra criança. Pro público da década de 80, Cannibal Holocaust poderia ser tão ou mais impactante quanto A Serbian Film é hoje, mas pras novas gerações (mais habituadas com cenas violentas, tanto reais quanto de filmes) Cannibal Holocaust já não causa o mesmo efeito. Além de A Serbian Film ser mais violento ele trás um clima de tensão muito maior que o de Cannibal Holocaust. Como clássico e filme perturbador Cannibal Holocaust é um dos maiores, mas os bastidores que rondam o filme são até mais interessantes que a película em si.

      Sobre Faces da Morte só tenho a dizer que ele fez sucesso por divulgar que suas cenas eram reais, sendo que em sua grande maioria eram fakes.

  6. Lucas

    É um filme pesado,não é para qualquer um vê. E assisti novamente esse filme para entender um pouco mais. O filme simplesmente retrata a realidade a mente de pessoas doentias, isso é no mundo todo. É um bom filme, mas tem que ter pé no chão e entender, pois engloba toda a realidada humana doentia que existe nesse mundo.

  7. Uma pérola do horror extremo , considerado um dos mais perturbadores de todos os tempos , é claro na sua versão sem cortes , por ser banido e censurado em diversos países . Exemplar ” obrigatório ” na minha coleção em sua versão sem cortes em blu-ray !

    • Eduardo Nascimento

      Gostaria muito de saber se a versão que eu assisti é a versão sem cortes (possui 1h43min).

  8. Bruno .

    O filme começa muito bem, com o drama, mas se perde completamente no final. Descartável e apelativo. Seria esquecido facilmente não fosse pela polêmica que fizeram em cima dele.

    • vanessa vasconcelos

      concordo com vc em tudo,muuuuuito apelativo e não acrescenta nada.

      • Eduardo Nascimento

        O que seria um filme que acrescenta algo? Vou supor que seja um filme que te inspira pra algo ou que te dá uma lição de vida.

        Filmes em suma são objetos de entretenimento e não de lição de vida. Se além de entreter o filme consegue te inspirar, te motivar ou te dar uma lição de vida, ótimo, isso é uma qualidade EXTRA do filme. Entretanto, se o filme não te acrescenta nada, isso não um defeito, pois o dever dele é te ENTRETER, e o resto é lucro.

        A Serbian Film é um filme pra um público restrito, que se interessa por cinema extremo e que busca obter a experiência que o gênero (ou subgênero) proporciona.

        Talvez vc (Vanessa) faça parte de um público de cinema mais convencional (sem querer desmerecê-la, de maneira nenhuma, isso é um direito e uma preferência sua, que eu respeito), que logicamente não vai gostar do filme.

    • pablo

      Já eu discordo totalmente de vc. Um filme desse nunca seria esquecido facilmente, e o final foi muito é surpreendente.

    • Eduardo Nascimento

      Sobre ser apelativo até dá pra concordar, mas não acho que isso seja um grande defeito. Sobre ser descartável, sei lá, 99% das coisas que consumimos são descartáveis, não exclusividade de A Serbian Film.

      De fato a polêmica tira o filme de um “buraco negro”, mas filmes como esses tem que ser pra público restrito mesmo.

      Que bom que existem filmes polêmicos, transgressores, restritos, diferentes e politicamente incorretos. Filmes “mais do mesmo” doutrinadores do politicamente correto já existem às pencas.

  9. Paulo Ricatdo

    Bom filme mas os atores são fracos e vale mais pela história inusitada e tbm pelas atrizes belas !

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *