London After Midnight (1927)

London After Midnight (1927)

London After Midnight
Original:London After Midnight
Ano:1927•País:EUA
Direção:Tod Browning
Roteiro:Tod Browning, Waldemar Young, Joseph Farnham
Produção:Tod Browning, Irving Thalberg
Elenco:Lon Chaney, Marceline Day, Henry B. Walthall, Percy Williams, Conrad Nagel, Polly Moran, Edna Tichenor, Claude King, Andy MacLennan

London After Midnight, de 1927, é considerado o primeiro filme norte-americano tendo o vampirismo como tema. Na verdade, ele foi precedido de outros dois: The Vampire, de 1913; e A Village Vampire, de 1916. O problema é que estes dois filmes são curta-metragens (cada um têm aproximadamente 15 minutos de projeção) e foram feitos para serem exibidos em galerias de entretenimento, sendo, como outros filmes do gênero, desprezados pelos críticos e pelo público. De qualquer forma, os dois filmes eram inexpressivos demais e não fizeram frente ao clássico do diretor Tod Browning.

London After Midnight (1927) (1)

London After Midnight é resultado de uma já ativa parceria do diretor Tod Browning com o ator Lon Chaney, que tinham trabalhado juntos em 1921, no filme de suspense Outside the Law, e em 1925, em The Unholy Three, ambos para os estúdios MGM. Browning e Chaney foram reunidos outra vez pela MGM (Chaney tinha retornado à Universal Pictures e realizado o clássico O Fantasma da Ópera, em 1925) para a produção de London After Midnight.

London After Midnight (1927) (2)

A história do filme inicia-se aproximadamente cinco anos antes de uma morte ocorrida numa casa aparentemente assombrada. O inspetor Burke (Chaney), da Scottland Yard, foi encarregado das investigações e acredita que trata-se de um homicídio. O inspetor sugere aos dois suspeitos (um deles amigo e o outro um sobrinho do falecido) de que os crimes foram cometidos por um vampiro. Assim, o inspetor assume o papel do vampiro (com uma elaborada maquiagem preparada por Chaney, que era sua especialidade) e seu comportamento aterrador força a parte culpada a denunciar-se. Ao mesmo tempo, o inspetor revelava sua dupla identidade.

Embora o filme apresente praticamente todas as caracterizações típicas do universo vampírico, não existia um vampiro de fato, já que ocorreu apenas uma simulação criada pelo inspetor Burke/Chaney. O filme misturava horror com o gênero mistério, mas podemos concluir que o filme estava mais para o suspense do que para o terror.

London After Midnight (1927) (4)

London After Midnight (que, na Inglaterra, foi denominado The Hypnotist) foi a última colaboração entre Browning e Chaney e um dos últimos filmes mudos de terror. Chaney iria morrer em 1930 e Tod Browning iria voltar ao vampirismo ao dirigir Drácula, com Bela Lugosi, para a Universal Pictures, conseguindo um imenso sucesso de bilheteria. O próprio Browning refilmaria London After Midnight em 1935, com o título Mark of the Vampire, tendo Bela Lugosi como o vampiro e Lionel Atwill como o inspetor. Em outras palavras: o papel original de Chaney foi dividido.

Leia também:

Orivaldo Leme Biagi

Orivaldo Leme Biagi

É mestre e doutor em História pela UNICAMP e pós-doutor em Relações Públicas pela USP. Atualmente é professor e Coordenador do curso de Direito da FAAT.

Um comentário em “London After Midnight (1927)

  • 28/08/2014 em 21:34
    Permalink

    O artigo infelizmente não cita o principal :esse filme não existe mais!A última cópia foi destruída no incêndio nos estúdios da MGM em 1967, não sobrou nem um trailer ou fragmentos como The Cat Creeps (remake de Gato e o canário, e primeiro filme de horror falado, da Universal).

    O que existe é uma fotoreconstruçao que o TCM encomendou, e dá até pra ver na Internet,mas são cenas paradas. O remake Marca do Vampiro eu acho interessante, tem muitos dos envolvidos em Dracula (31) e pra mim é uma sequência espiritual digna deste,melhor que as fraquissimas sequências da Universal, com filha, filho, etc do conde.

    London after midnight, ou Vampiros da meia noite como foi exibido no Brasil não é só um filme perdido, mas talvez o mais famoso e procurado destes.

    Sobre os outros filmes de vampiro citados, foram todos igualmente perdidos,e existiram outros até anteriores, o primeiro filme chamado the vampire (de 1910) seria mais sobre uma vamp, o arquétipo da mulher que seduz um homem ao ponto da ruína. E um fã de horror descobriu o único fragmento conhecido desse filme, que é um frame de alguns segundos http://monsterkidclassichorrorforum.yuku.com/topic/48091

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien