Fuga do Amanhã (2013)

Fuga do Amanhã (2013)

Fuga do Amanhã
Original:Escape from Tomorrow
Ano:2013•País:EUA
Direção:Randy Moore
Roteiro:Randy Moore
Produção:Soojin Chung, Chris Keefe, Gioia Marchese
Elenco:Roy Abramsohn, Elena Schuber, Katelynn Rodriguez. Jack Dalton, Danielle Safady, Annet Mahendru, Lee Armstrong, Kimberly Ables Jindra

Um dos filmes mais comentados durante o festival de Sundance no ano passado, Fuga do Amanhã (Escape from Tomorrow) ganhou atenção por sua proposta ousada: um filme de horror filmado todo no esquema “cinema de guerrilha” dentro dos parques e hotéis da Disney sem qualquer autorização.

A Disney é uma das empresas mais litigiosas do mundo e acompanha de perto vídeos postados no Youtube que tenham sido filmados dentro de seus parques. Então dá pra se imaginar que o barulho em torno de Fuga do Amanhã seria grande!

Fuga do Amanhã (2013) (2)

O filme acompanha a visita de Jim (Roy Abramsohn), sua esposa e seus dois filhos à Disneylândia quando após uma ligação onde descobre ter sido demitido, Jim começa a ter estranhas visões dentro do famoso parque. A partir daí acompanhamos o personagem e sua crescente loucura, que culmina em uma terrível descoberta dentro do Epcot Center (pra ser mais exato, dentro daquela “bola de golfe gigante”, o Spaceship Earth).

Filmado todo em preto e branco, com pequenas câmeras de alta definição, com um orçamento modesto de 650 mil dólares – que Moore recebeu de herança – o filme acaba sofrendo com a pressa de se filmar na surdina, debaixo dos narizes dos seguranças e advogados da Disney.

Fuga do Amanhã (2013) (4)

Paradoxalmente, é justamente o maior êxito do filme que se torna o seu maior ponto-fraco.
Não há duvida que havia um roteiro e um caminho a seguir mas as condições de filmagem certamente ditaram a forma com qual o filme foi conduzido. Ficamos com a impressão de que algumas cenas são construídas apenas ao redor da possibilidade de se gravar uma cena em determinado local menos vigiado, mesmo que em alguns momentos Moore faça uso de chroma-keys para cenas mais abertas ou que exigiam uma atuação mais intensa que poderia ser percebida pelos seguranças.

Apesar dos exageros de alguns críticos que chegaram a comparar Randy Moore com David Lynch e Roman Polansky, o maior mérito da película é seu diretor. A ousadia do cineasta é o cartão de visitas do filme e seu único trunfo. Sua criatividade para resolver algumas cenas sem que ninguém ao redor soubesse o que estava acontecendo fez com que, apesar de não ter gostado do resultado final, este fosse o filme que mais gostaria de ver comentado durante o X Fantaspoa, este ano.

Fuga do Amanhã (2013) (5)

Apesar da ideia genial do diretor e roteirista Randy Moore, Fuga do Amanhã é um daqueles casos onde a ideia saiu melhor do que a execução. Falta ousadia além do formato. A proposta do diretor, de explorar o mundo sujo por baixo da assepsia assexuada da Disney com suas princesas perfeitas e camundongos sorridentes fica em segundo plano a ponto de ser totalmente descartada com um “plot twist” tão broxa quanto a própria Disney.

(Visited 60 times, 1 visits today)
Rodrigo Ramos

Rodrigo Ramos

Designer por formação e apaixonado por HQs e Cinema de Horror desde pequeno. Ao contrário do que parece ele é um sujeito normal... a não ser quando é Lua Cheia. Contato: rodrigoramos@bocadoinferno.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien