Guilty of Romance (2011)

Guilty of Romance
Original:Guilty of Romance / Koi No Tsumi
Ano:2011•País:Japão
Direção:Sion Sono
Roteiro:Sion Sono
Produção:Yoshinori Chiba
Elenco:Megumi Kagurazaka, Miki Mizuno, Makoto togashi, Kazuya Kojima

Sion Sono é um dos diretores mais prolíficos e polêmicos do Japão no gênero Horror. Assim como Takashi Miike e Kyoshi Kurosawa, seu cinema destoa dos demais por propor questões reflexivas sobre assuntos relevantes. Como já foi visto em Suicide Club, Noriko’s Dinner Table, Cold Fish, entre outros –  críticas sociais, reflexões existencialistas são retratadas em narrativas bizarras, carregadas de violência e perversão.

Logo na primeira cena, já somos apresentados a um cenário onde ocorreu um bizarro crime, investigado por uma detetive. Esta investigação é pano de fundo para a trama paralela, onde  acompanhamos a história de Izumi (Megumi Kagurazaka), esposa de um famoso escritor. Apaixonada pelo marido, Izumi passa seus dias servindo ao marido, cumprindo obrigações domésticas desde deixar os chinelos posicionados corretamente para quando o mesmo chegar, até servir seu chá preferido, e satisfazer todas as excêntricas necessidades do marido. Cansada da rotina Izumi decide trabalhar, e em seu novo trabalho acaba conhecendo uma mulher que a convida para fazer fotos supostamente sensuais. A partir daí, desejos reprimidos de Izumi vêm a tona, sua personalidade de esposa recatada, converge em uma mulher que transborda sensualidade – porém Izumi entra em um mundo de perversão a qual sua inocência não a havia preparado, e sofre terríveis consequências.

Enquanto em seu filme anterior, Cold Fish, Sion Sono questionava o lado da masculinidade na sociedade, em cobranças competitivas por virilidade, aqui, Sono retrata o papel feminino segundo o que a sociedade enxerga, pregando a ideia de uma esposa fiel, que cuida dos afazeres domésticos. Como enfatizou uma revista conservadora de nosso país, as mulheres devem ser ‘Belas, Recatadas e do Lar’. Fora desse padrão, as mulheres passam a ser vistas como objetos sexuais, servindo aos desejos masculinos.

O filme se baseia em um crime ocorrido na década de 90, e Sion Sono decide inserir em sua narrativa as questões citadas no parágrafo acima. Mesmo sendo de 2011, o discurso inserido no roteiro é tão atual, que a reflexão proposta sobre os caminhos que as escolhas de Izumi a levam mostra o quão cruel a sociedade é ao tratar o universo feminino, levando mulheres a sofrer agressões físicas e psicológicas simplesmente por não ser quem a sociedade quer que sejam. O título Guilty of Romance, traduzido de forma literal Culpada por Romance,  deixa evidente que a mulher deve sempre ser a culpada pelos abusos sofridos.

Novamente Sion Sono consegue trazer reflexão a assuntos que permeiam nossa sociedade, colocando o dedo em feridas com sua maneira crua e visceral de narrar os fatos. Um cinema que pode parecer indigesto e incômodo, mas que mostra uma realidade cruel e que está debaixo de nosso nariz e que, por muitas vezes, não enxergamos.

(Visited 1.013 times, 1 visits today)
Ivo Costa

Ivo Costa

Estudante de Cinema, fez parte do Juri Popular do Cinefantasy em 2011. Além de crítico do Boca do Inferno, atua como diretor e roteirista de curtas-metragens.

2 comentários em “Guilty of Romance (2011)

  • 05/07/2018 em 15:02
    Permalink

    assistam do diretor os dez primeiros minutos do filme Riaru Onigokko. Tem no youtube com o título “the chasing world legendado”

    Resposta
  • 04/07/2018 em 23:55
    Permalink

    Do mesmo diretor de Cold Fish , vou procurar o mais rápido possível ! E a propósito a ultima imagem é foda hein .

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien