Tubarão 4: A Vingança (1987)

Tubarão 4 - A Vingança (1987) (2)

[Filme poster=”http://bocadoinferno.com.br/wp-content/uploads/2015/05/Tubarão-4-A-Vingança-1987.jpg” nacional=”Tubarão 4 – A Vingança” ano=”1987″ original=”Jaws: The Revenge” pais=”EUA” diretor=”Joseph Sargent” roteiro=”Michael De Guzman” produtora=”Joseph Sargent” elenco=”Lorraine Gary, Lance Guest, Mario Van Peebles, Karen Young, Michael Caine, Judith Barsi, Mitchell Anderson, Lynn Whitfield, Cedric Scott, Melvin Van Peebles”]

[Avaliação nota=”1″]

Vamos direto ao ponto. Tubarão 4 – A Vingança é tão ruim, tão ruim, mas tão ruim, que público e crítica geralmente nem lembram que este filme existe. Analisar as sequências de Tubarão (1975) nunca é missão das mais fáceis. Embora o segundo filme (Tubarão 2, de 1978) não seja de todo ruim, ele perde feio na comparação com o original. Já o terceiro filme (Tubarão 3, de 1983) é vexatório de tão ruim.

De forma comparativa, o clássico de Spielberg fez sucesso não apenas pela história simples, mas principalmente pela forma como ela foi contada. Com um suspense bem construído, a ideia de perigo gradativo torna a ação sufocante muito mais por não vermos o tubarão, mas por sabermos que ele está próximo.

Tubarão 4 - A Vingança (1987) (1)

Tubarão 2 tentou repetir a fórmula do original ao mostrar a mesma praia de Amity enfrentando o mesmo problema. Infelizmente esta primeira sequência errou por apostar no exagero. O tubarão aparece demais e a trama é repleta de adolescentes que vão virar almoço do peixão. Quase um Sexta-feira 13 e Jason seria o tubarão. O filme tem pelo menos o mérito de trazer parte do elenco original de volta como Roy Schneider e Loraine Gary. O terceiro filme foi lançado em 3D (!!!) e mostra um tubarão atacando o parque aquático de SeaWorld (!!!!!)

Tubarão 4 – A Vingança foi produzido em 1987 e já começa equivocado pelo título. Quem exatamente estaria se vingando? O tubarão? A mocinha? Bom, vamos com calma. A ação volta para a cidade de Amity. A vida segue no local onde o jovem Sean Brody (Mitchell Anderson) trabalha como policial. Para quem não lembra deste nome, Sean era um dos filhos dos personagens Martin Brody (Roy Schneider) e Ellen (Lorraine Gary) no primeiro filme. Ele também esteve presente em Tubarão 2, mas interpretado por atores diferentes.

Tubarão 4 - A Vingança (1987) (4)

O quarto filme começa com Sean sendo atacado por um tubarão. Uma rápida explicação sobre o personagem Martin não aparecer neste filme. De acordo com o roteiro, ele teria morrido de ataque cardíaco após a ação de Tubarão 2. Além de estar viva, Ellen se transformou na estrela deste quarto filme. Ela reage a morte de Sean como uma vingança do tubarão. Na lógica dela, o animal está desde o primeiro filme caçando a família dela.

Perturbada e com medo, Ellen decide ir passar alguns dias com o filho mais velho Michael (Lance Guest), que mora nas Bahamas. Não demora muito para um tubarão aparecer no local. É neste formato que Tubarão 4 – A Vingança acontece e os problemas não param por aí.

O tubarão aparece toda hora e o diretor Joseph Sargent insiste nas imagens subjetivas debaixo d’água para reproduzir a visão do tubarão gerando um tédio sem fim. Suspense zero, um tubarão mal feito e personagens mal concebidos completam o pacote. No meio disto tudo, temos ainda Lorraine Gary péssima ao reprisar seu papel de Ellen. Ao insistir na ideia de que o tubarão quer se vingar, ela própria vai ao mar caçar o bicho.

Tubarão 4 - A Vingança (1987) (3)

No meio deste colapso em forma de roteiro, um grupo de amigos de Michael está desenvolvendo um aparelho de ondas magnéticas (ou qualquer coisa parecida) que pode atingir o tubarão. Pagando mico, Michael Caine co-estrela esta produção no papel de um piloto e possível interesse romântico de Ellen.

E como tudo que é ruim pode e vai piorar, Tubarão 4 – A Vingança ainda tem O PIOR FINAL dentre os quatro filmes. E quem viu o final de Tubarão 3 sabe o quanto isto é grave. SPOILER SPOILER – Basta dizer que ao final, o tubarão começa a emitir um som semelhante a um rosnado de leão e que Ellen tem flashes ao lembrar de eventos do primeiro filme no qual ela não estava presente antes do bicho simplesmente explodir.

Roteiro ruim, péssimas atuações, suspense zero, tubarão mal feito e final de péssima qualidade. Este é o saldo deste Tubarão 4, que com certeza deve ter deixado muita gente com vontade de se vingar do diretor, do elenco ou de quem teve a ideia de fazer este filme.

Tubarão 4 - A Vingança (1987) (5)

Curiosidades:

– De acordo com a linha do tempo, os eventos vistos em Tubarão 3 nunca aconteceram.

Lorraine Gary se aposentou após ter feito este filme.

Roy Scheider foi convidado para participar desta parte 4, mas recusou. O ator teria dito que nem o próprio diabo convenceria ele a participar de Tubarão 4. No entanto, é possível ver uma foto do personagem dele em uma parede na delegacia no começo do filme.

Richard Dreyfuss, que interpretou o biologista marinho Matt Hooper no primeiro Tubarão, faria uma participação especial neste quarto filme. A cena mostraria Matt telefonando para Ellen com o intúito de dar pêsames a ela pela morte do filho.

– A atriz Lee Fierro esteve no primeiro filme interpretando a senhora Kintner. Para quem não lembra, ela é a mãe do garoto que estava nadando com uma boia e é morto na praia. Trata-se da segunda morte do filme. Fritzi Jane Courtney, que interpretou a senhora Taft nos dois primeiros filmes também tem uma rápida aparição aqui. Ambas podem ser vistas no funeral de Sean

Michael Caine ganhou Oscar naquele ano pelo seu trabalho em Hannah e Suas Irmãs. Ele não teve como participar da cerimônia de premiação pois estava gravando Tubarão 4 – A Vingança, nas Bahamas.

Leia também:

Filipe Falcão

Filipe Falcão

Jornalista com Mestrando em Comunicação. Fã de Cinema, mas com gosto especial para filmes de Terror. Para ele, o gênero vai muito além de sangue e morte. Contato: filipefalcao@bocadoinferno.com.br

3 comentários em “Tubarão 4: A Vingança (1987)

  • 17/09/2015 em 19:39
    Permalink

    Tem um tubarão querendo se vingar de minha familia, melhor ficar longe do mar. Naaaaahh, vou é morar na praia xD

    Resposta
  • 04/06/2015 em 13:28
    Permalink

    É um filme legal, divertido.

    Confesso que preferia o final original – mostrado no YouTube – ao que ficou na versão final, porque, fugia ao esteriótipo de que Tubarões Assassinos só morrem com explosões nos filmes…

    Filme bacana.

    Nota: 7,5/10.0

    Resposta
  • 30/05/2015 em 18:04
    Permalink

    Este filme é ruim demais, não tem suspense, o final é muito sem graça, péssimo filme, não recomendo para ninguém.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien