Críticas

Invasão de Privacidade (2016)

Parece um episódio de Os Simpsons, mas infelizmente não é tão bom quanto

Invasão de Privacidade
Original:I.T.
Ano:2016•País:Irlanda, França, EUA
Direção:John Moore
Roteiro:Dan Kay, William Wisher Jr.
Produção:Nicolas Chartier, Craig J. Flores, David T. Friendly, Beau St. Clair
Elenco:Pierce Brosnan, Jason Barry, Karen Moskow, Kai Ryssdal, Brian F. Mulvey, Martin Hindy, Anna Friel, Stefanie Scott

Não é novidade para ninguém que a série Os Simpsons costuma utilizar em seus episódios inúmeras referências do universo fantástico com destaques para produções de horror. Os já famosos episódios especiais de Halloween, sempre com os sugestivos títulos de The Treehouse of Horror, são inclusive bastante aguardados pelos fãs do gênero. E quando não apostam em homenagens e referências, os episódios trazem algumas histórias digamos até originais capazes de deixarem muitos infernatuas  pensando como aquele episódio renderia um bom filme.

O especial The Treehouse of Horror XII trouxe uma pequena história que recebeu o título de A Casa Inteligente. Neste, Marge decide deixar a casa mais moderna e instala uma máquina com inteligência artificial capaz de colocar o lugar em ordem. Tudo vai bem até que a máquina se apaixona por Marge e decide matar Homer. O engraçado do episódio é ver justamente esta casa super moderna “agindo” para dar fim ao pobre Homer e isto inclui desde luzes que se apagam para ele tropeçar na escada até mesas com trituradores de lixo que podem esmagar a cabeça de algum desavisado. O episódio foi ao ar em 2001 teve participação especial de Pierce Brosnan como a inteligência artificial que comanda a casa.

Os anos se passaram, Pierce Brosnan  deixou de ser 007 em 2002, arriscou participar do musical Mamma Mia em 2008 e passou a colecionar papeis menos interessantes na sua carreira. Eis que em 2016 ele estreou o filme Invasão de Privacidade e naturalmente os fãs de Os Simpsons perceberam uma leve semelhança entre o filme e o episódio A Casa Inteligente. No filme, que tem direção do irlandês John Moore, Brosnan mora com sua família em uma casa de alto luxo e tecnologia de ponta onde todos os cômodos são monitorados e controlados por computadores. Tudo vai bem até que um ex-funcionário de Brosnan decide invadir os computadores e fazer da vida da família um inferno.

Apesar de serem produtos para públicos diferentes, é impossível assistir ao filme sem se lembrar do episódio de Os Simpsons e Brosnan acaba sendo o fio de união entre as duas tramas. Infelizmente esta acaba sendo na verdade a única semelhança real entre as duas histórias. O roteiro assinado por Day Kay e William Wisher Jr., responsáveis respectivamente por Regresso do Mal e O Exterminador do Futuro 2, começa de forma até interessante e possui alguns bons momentos, mas não se sustenta durante toda a projeção. Entre os bons momentos podemos destacar justamente quando o vilão Ed Porter passa a invadir os computadores da casa de Brosnan e observar a rotina da família em uma interessante leitura de que todos estamos expostos a este tipo de ameaça.

Infelizmente o roteiro também possui momentos fracos e piegas como um insistente conflito entre Brosnan e a filha adolescente no que tenta colocar o filme muito mais como drama familiar do que para suspense quando na verdade os bons momentos acontecem justamente diante da ameaça de um vilão que está 24 horas conectado. Neste caso, a ameaça contemporânea poderia ser mais bem explorada no filme.

Mesmo não sendo um grande filme, Invasão de Privacidade merece uma conferida. Se não chega a ser tão bom quanto o episódio de Os Simpsons, ao menos oferece alguns bons momentos capazes de funcionarem talvez por representarem uma ameaça muito próxima da nossa realidade. E para quem achar o filme chato, fica a dica para (re)ver o episódio A Casa Inteligente de Os Simpsons. Este com certeza vai agradar.

Leia também:

1 Comentário

  1. Daniel

    Cara em um momento você esta certo o Pierce Buscou Outros Caminhos tomara que não seja a idade pesando embora esta na chapa um filme novo dele como Vilão e nosso Jackie Chan como Protagonista só não se pode comparar um Desenho de Criança Mimada com Imaginação Fértil como Simpsons com Filmes do Pierce Brosnan kkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *