Monster Dog – Uma Noite de Horror (1984)

Monster Dog - Uma Noite de Horror
Original:Monster Dog / Leviatán
Ano:1984•País:Espanha, EUA, Porto Rico
Direção:Claudio Fragasso
Roteiro:Claudio Fragasso
Produção:Clark Tyrrel
Elenco:Alice Cooper, Victoria Vera, Carlos Santurio, Pepa Sarsa, Pepita James, Emilio Linder, Ricardo Palacios, Luis Maluenda, Barta Barri, Charly Bravo, Fernando Conde, Fernando Baeza

Vale registrar um comentário sobre um filme de horror obscuro que assisti pela primeira vez em vídeo VHS em 1988 com o manjado nome de Uma Noite de Horror (Monster Dog, 1984), e que não dei muita importância na época. Depois e mais recentemente, vi novamente o filme no Cine Sinistro da TV Bandeirantes em 16/06/01 com um novo título nacional, igualmente ridículo, A Matilha da Maldição (sou da opinião que certos títulos originais deveriam ser mantidos principalmente quando a tradução literal soa estranho, e nesse caso poderia ficar simplesmente como “Monster Dog”).

Esse filme não tem nada de diferente, muito pelo contrário, é uma história óbvia no estilo “lobisomem”, repleta de clichês e falhas no roteiro, com atores ruins e totalmente desconhecidos e com efeitos especiais tão fracos que beiram à paródia. A direção e roteiro são do italiano Claudio Fragasso, utilizando o pseudônimo Clyde Anderson. A única novidade é a presença do cantor de rock Alice Cooper como o protagonista, interpretando um personagem idêntico à sua vida real, um astro do rock que vai junto com sua equipe de produção até a velha mansão abandonada e isolada de sua família numa pequena cidade americana, gravar um vídeo clipe. A história do local é repleta de lendas sobre lobisomens e com participação direta dos descendentes do cantor. Fica fácil imaginar o destino fatal dos membros da equipe de produção e do próprio astro de rock, amaldiçoado pelas lendas locais.

Monster Dog serve como um veículo de promoção do cantor Alice Cooper, um filme de horror que mostra um astro do rock envolvido com um lobisomem, numa clara referência à proximidade entre o horror e o rock. É uma fita igual a dezenas de outras convencionais produzidas no mesmo período como A Noite dos Arrepios (Night of the Creeps, 1986, sobre zumbis), A Noite das Brincadeiras Mortais (April Fool’s Day, 1986, sobre psicopata), Visão do Terror (Terrorvision, 1986, sobre alienígena), A Noite do Medo (The Being, 1983, sobre monstro de lixo tóxico), O Monstro Canibal (Cellar Dweller, 1987, sobre criatura sobrenatural), só para citar alguns poucos entre tantos.

Mas é curioso que na época em que foram produzidos, estes filmes eram comuns e raramente despertavam algum interesse adicional, porém agora já passados quase duas décadas, eles acabaram tornando-se uma referência de um período que tem suas características próprias, e de certa forma despertam um interesse, principalmente por ser uma fonte de comparação com o cinema atual. E no caso de Monster Dog, com produção de baixo orçamento e ruim de forma não proposital, que poderia ser classificada como “trash”, acaba despertando um interesse mesmo que por curiosidade. Foi exatamente isso que ocorreu quando vi esse filme pela segunda vez em junho de 2001. Talvez também por isso, os filmes “ruins” exercem tanto fascínio no público. Resumindo, todo e qualquer filme, seja um clássico, uma mega produção com fantásticos efeitos especiais, ou mesmo uma produção paupérrima, todos têm seu espaço e interesse, e principalmente sua parcela de participação na construção da história do gênero fantástico.

OBS.: Texto datado e descompromissado, publicado originalmente dentro do editorial do fanzine “Juvenatrix” # 53, de Agosto de 2001, e reproduzido sem atualização, servindo como um registro de quase duas décadas atrás, e que pode até ser considerado como uma breve resenha do filme.

(Visited 745 times, 1 visits today)
Juvenatrix

Juvenatrix

Uma criatura da noite tão antiga quanto seu próprio poder sombrio. As palavras são suas servas e sua paixão pelo Horror é a sua motivação nesse Inferno Digital.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien