Splatterhouse (1988)

Splatterhouse (1988) (7)

Splatterhouse
Original:Splatterhouse
Ano:1988•País:Japão
Páginas:Autor:Editora:

por Claudio Gaspari

Se existe um jogo que é uma homenagem explícita a filmes de terror, ele é Splatterhouse.

Criado em 1988 (era de ouro dos Slasher movies), a Nanco pegou filmes como Sexta Feira 13, Evil Dead, A Volta dos Mortos Vivos… jogou tudo num liquidificador e saiu essa obra prima.

O jogo é cheio de referências implícitas e explícitas aos filmes de terror. Para começar pelo personagem principal. Você comanda um cara com uma roupa surrada, máscara de hockey e sua arma preferida é um machado! Alguém aí gritou Jason?

Em seguida temos o cenário. Uma mansão mal assombrada com corpos mutilados, enforcados, acorrentados, sangue e tripa para todo lado….É uma salada de filmes B!

Splatterhouse (1988) (1)

Inicialmente Splatterhouse foi lançado em Arcade. Com o sucesso que fez acabou sendo transportado para plataformas caseiras como Turbografx, Pc Engine, Nintendo 8 bits e até uma versão para minigame foi fabricada.

Então vamos à história.

Dr. West (Reanimator, alguém?) era um famoso parapsicólogo. Anos atrás ele desapareceu. Existem rumores que ele fazia experiências genéticas e místicas, mas nada era confirmado. É quando um casal de parapsicólogos da universidade, Rick e Jenifer, resolve ir até a mansão e tentar descobrir o que aconteceu na realidade.

Eles chegam à mansão numa terrível noite tempestuosa (é claro) e, logo que adentram a mansão, as portas se fecham sozinhas e as luzes se apagam. Rick é atingido na nuca e nocauteado…Não antes de ouvir um grito de pavor de sua namorada.

Splatterhouse (1988) (2)

Eis que surge a “Máscara do terror” pairando no ar e se fixa ao rosto de Rick. Este quando acorda percebe que não consegue removê-la.Em compensação sua força está descomunal!

Encontra umas notas do Dr. West explicando que a máscara é uma antiguidade asteca usada em rituais de sacrifício. (pois é… os Astecas jogavam Hockey nos rituais!).

Rick então decide ir em busca de sua namorada enfrentando o que vier pela frente.

Splatterhouse tem uma jogabilidade excelente. A movimentação não é tanto precisa, mas não chega a atrapalhar.

Seus golpes variam de socos, chutes, voadoras e rasteiras, mas durante o jogo várias armas são encontradas. Machado, escopeta, porrete, pedra, chave inglesa, lança…Só coisa fina!

Splatterhouse (1988) (3)

Os inimigos também são típicos. Zumbis, demônios, morcegos, vermes, corpos enforcados, objetos voadores, cães mutantes, mãos cortadas…Bater nesses bichos nunca foi tão prazeroso. Isso por que os efeitos dos golpes são muito divertidos. Use o machado e a cabeça do monstro é decapitada. Use o porrete e o corpo é atirado na parede e esmagado. Usar a escopeta então…É pedaço de cérebro pra todo lado!

No desenrolar do jogo alguns chefes de fase são enfrentados. Entre eles dois monstros nos fazem lembrar o filme Evil Dead. O primeiro é um cara grande com um saco na cabeça e com duas motosseras no lugar das mãos. O segundo é a própria Jeniffer que foi possuída por forças demoníacas (pois é… temos que matar a coitada… assim como Ash!). É bom lembrar que o jogo foi lançado um ano após o filme em questão.

Splatterhouse (1988) (4)

Além desses chefes enfrentamos uma espécie de cruz amaldiçoada com cabeças decapitadas voadoras, uma versão maldita de Rick saída do espelho e, por fim, enfrentamos o que parece ser o Dr. West…Ou o monstro em que ele se transformou.

Splatterhouse foi um jogo ousado pra sua época. Não era comum esse tipo de “gore” nos games. Existem boatos que o jogo foi proibido em algumas cidades nos E.U.A..Não é nada confirmado, mas esse tipo de rumor costuma ser uma propaganda excelente.

Splatterhouse (1988) (5)

 

As versões do Arcade e PC engine são quase idênticas. A Nintendo, conhecida por ser altamente puritana, também teve sua versão do jogo. Mas Splatterhouse foi totalmente modificado para se encaixar no sistema. Apesar de ser também muito divertido, o jogo foi completamente infantilizado e sua história foi alterada. No SD Splatterhouse (como foi batizado), Jeniffer está chorando no túmulo de Rick que levanta como um zumbi após ela ser sequestrada por uma abóbora gigante! Durante o jogo Rick enfrenta desde múmias egípcias até vampiros acompanhados por zumbis dançantes ao melhor estilo “Thriller

Após o grande sucesso, o jogo teve mais duas continuações. Splatterhouse 2 saiu para Arcade e Mega drive. O Splatterhouse 3 foi exclusivo deste último. Novas versões para os videogames atuais foram realizadas para delírio dos fãs do personagem!

(Visited 402 times, 1 visits today)
Autor Convidado

Autor Convidado

Um infernauta com talentos sobrenaturais convidado a ter seu texto publicado no Boca do Inferno!

4 comentários em “Splatterhouse (1988)

  • 08/06/2016 em 15:18
    Permalink

    comprei o jogo do PS3 somente para jogar esses games (eles podem ser destravados atraves de umas conquistas) Lembro que quando foi lançado no Mega Drive eu pirei, pq eu tinha um SNES e esses games eram exclusivos do Mega Drive, eu tinha que alugar tempo em locadoras de games para jogar ele e nao era sempre que conseguia pq sempre estava alugado…muito bom! Recomendo muito esse jogo para fã de terror! Também acho que algum estudio deveria pegar ele e lançar para ultima geração de games, remodular ao estilo god of war, e acrescentar muito terror, iria ser o máximo.

    Resposta
  • 18/11/2015 em 03:44
    Permalink

    Adoro o site do Boca e a parte do games está muito boa espero que continuem postando jogos novos e os que nos trazem saudosismo como esse do Splatterhouse.

    Resposta
  • 15/11/2015 em 06:43
    Permalink

    Nossa gastei muita grana com esse jogo na velha Av. São João o fliperama ficava perto do cinema Metro 1 e 2. Tempos gloriosos kkkkkkkkkkkkkkkk.

    Resposta
  • 14/11/2015 em 19:14
    Permalink

    Poxa, com tantas plataformas novas como Xbox, Wii e sistemas operacionais modernos como o Windows 7 e 8, eles poderiam reformular e trazer esse jogo para os dias de hoje!

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien