Artigos, Listas

Os 13 Piores Presidentes do Cinema Fantástico

Um guia para direcionar sua decepção em mais um ano eleitoral!

Como Jason, é impossível fugir dos escândalos políticos nos dias de hoje. Estamos presenciando um caldeirão em ebulição onde os mais queimados somos nós mesmos: eleições municipais, eleições americanas, Brexits, impeachments, lava jatos e desvios de toda sorte. Monstros ancestrais, múmias, (funcionários) fantasmas, vampiros e mordomos de castelos assombrados… Se entre os três poderes da democracia no mundo real circulam uma horda de vilões que parecem saídos de filmes de terror, saibam que no gênero fantástico também não é diferente, contribuindo com sua cota de corruptos e incompetentes. Peguem sua bandeira, sua panela e protestem junto com o Boca do Inferno contra estes comandantes no cargo que definitivamente não merecem seu voto.

Atenção! Spoilers Everywere!!!

13. Abraham Lincoln

Retratado em: Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros (Abraham Lincoln: Vampire Hunter, 2012)

Interpretado por: Benjamin Walker

Abraham Lincoln – Caçador de Vampiros (2012) (1)

Por que não votar nele?: indiscutivelmente Lincoln foi um dos presidentes mais importantes dos Estados Unidos, e seus esforços levaram ao fim da escravidão nos tensos momentos da Guerra Civil Americana, mas o que você não sabia é que por baixo da cartola e por trás da famosa barba esta oculto um caçador de vampiros implacável que busca vingança pelo vampiro que tirou a vida de sua mãe. Lincoln pode até ser um excelente político, mas armado com um machado afiado, coberto de sangue ao massacrar dezenas de seres da noite, Lincoln se torna um pouco menos diplomático e presidencial.

12. Thomas Wilson

Retratado em: 2012 (2009)

Interpretado por: Danny Glover

2012-2009

Por que não votar nele?: em 2009 o presidente Wilson foi avisado por cientistas que a Terra corria perigo por conta de uma erupção solar que tem o potencial de aquecer o núcleo do planeta e devastar nações inteiras (e até causar a extinção da raça humana), mas ele tem uma vantagem já que ficou sabendo com TRÊS ANOS de antecedência! A solução dele foi esconder a informação do público e, junto com os líderes do G8, criar nove arcas com capacidade para 100 mil pessoas e salvar o que der… Além de manter segredo esta informação vital, existiam pelo menos 800 mil formas mais eficientes de escapar da catástrofe, em menos tempo e gastando menos do que os bilhões de Euros em arcas que podem ou não funcionar na hora crítica… Tanto que quando a Terra começa a se desfazer por conta do fenômeno, somente 3 arcas estavam concluídas (foi o pessoal das obras da Copa que estava construindo as embarcações?). Por sua incompetência, pelo menos ele não poderá ser reeleito, já que resolveu ficar na Casa Branca enquanto uma onda marítima descomunal engolia toda a cidade de Washington.

11. Presidente Skroob

Retratado em: S.O.S. – Tem um Louco Solto no Espaço (Spaceballs, 1987)

Interpretado por: Mel Brooks

sos-1987

Por que não votar nele?: Um grande fanfarrão, o tirano presidente Skroob comanda o planeta Spaceball como quem está numa casa noturna. O povo vive oprimido enquanto ele se farta com mulheres e luxo, porém a crise se instala sob sua guarda. O ar respirável do planeta se exauriu e ele elabora um intrincado plano para roubar o ar de outro lugar, o planeta Druidia, exigindo como resgate para o soberano rei Roland (Dick Van Patten) ao sequestrar sua filha, a princesa Vespa (Daphne Zuniga). Para executar a tarefa Skroob envia seu general, o vilanesco Dark Helmet. Skroob (um anagrama para Brooks) é um tapado que não faz ideia de como conduzir seus comandados, a inaptidão para o cargo em pessoa.

10. Presidente Blake e Vice Raymond Becker

Retratados em: O Dia Depois de Amanhã (The Day After Tomorrow, 2004)

Interpretados por: Perry King e Kenneth Welsh

o-dia-depois-de-amanha-2004

Por que não votar neles?: A chapa composta por Blake/Becker ganha as eleições e Becker recebe uma comitiva de cientistas que encontram na calota polar evidências de que o Aquecimento Global está afetando o clima na Terra aumentando a probabilidade de super-tempestades e caos meteorológico. Apesar da negação científica e a recusa em ter qualquer atitude tenha sido de Becker, Blake também é omisso e nenhuma ação de longo prazo é tomada até que tornados e terremotos tomam de assalto os Estados Unidos. Blake ordena a evacuação da região sul do país para o México (imagina se Trump tivesse construído aquele muro, não é?) e pouco depois acaba morrendo, no que Blake – exilado ao sul da fronteira – assume a presidência. Este é mais um caso onde o corporativismo político ocasionou o padecimento de milhões de cidadãos.

9. Os Novos Pais Fundadores da América

Retratados em: Uma Noite de Crime (The Purge, 2013)

Uma Noite de Crime (2013) (4)

Por que não votar neles?: Os Estados Unidos estão com as maiores taxas de desemprego de sua história e a violência desmedida assola a nação, até que um grupo de políticos envelopam uma solução perfeita! Criar uma data no ano onde qualquer crime pode ser realizado sem que se tenha qualquer consequência. Claro que existem regras, não se pode usar explosivos ou altos oficiais do governo não podem ser atingidos, porém os resultados são impressionantes: em pouco tempo o emprego chega a 98% e a taxa de homicídios foi reduzida ao seu mínimo histórico. Evidentemente que nesse cenário utópico há uma grande rachadura, pois as companhias de seguro lucram como nunca e os pobres morrem nas ruas com extrema desvantagem sobre os mais ricos. Ou seja, sob o custo de um país mais seguro, a desigualdade tornou-se um caso de vida ou morte e os direitos humanos foram jogadas as favas enquanto as elites se banqueteiam e sorriem do alto de suas muralhas altamente protegidas.

8. Senador Greg Stillson

Retratado em: Na Hora da Zona Morta (The Dead Zone, 1983)

Interpretado por: Martin Sheen

a-hora-da-zona-morta-1983

Por que não votar nele?: Greg Stillson ainda não é o Presidente da República, mas é um forte candidato. Articulado, bem apessoado e carismático, ele seria uma excelente escolha, não fosse a premonição do vidente Johnny Smith (Christopher Walken), cujo dom foi adquirido após anos em coma decorridos por um acidente automobilístico. Nesta visão Stillson, sentado na cadeira de presidente, ordena um ataque nuclear contra a Rússia, iniciando a Terceira Guerra Mundial. Como resposta ao velho dilema “você mataria a criança Hitler se tivesse a chance?“, Johnny carrega um rifle e resolve tomar conta do futuro do planeta por sua própria conta. O plano é frustrado, porém não é preciso se preocupar. Enquanto estava na mira de Johnny, o covarde Greg Stillson usa um bebê como escudo humano sepultando sua carreira política para sempre.

7. Baxter Harris

Retratado em: Todo Mundo em Pânico 3 e 4 (Scary Movie 3 e 4, 2003 e 2006)

Interpretado por: Leslie Nielsen

Todo Mundo em Pânico 3 (2003) (1)

Por que não votar nele?: Se Frank Derbin (Corra que a Polícia Vem Aí) se candidatasse ao cargo mais poderoso do planeta, ele seria como Baxter Harris. Totalmente desqualificado para o cargo, com um gosto fora do normal por livros infantis, ele é tão estúpido quanto parece: um racista, ignorante cuja única característica é ser capaz de urinar pelo dedo indicador, motivo mais que insuficiente para ele ter ganhado a eleição. Ainda bem que não jogou nenhum míssil onde não devia.

6. Presidente White

Retratado em: Fuga de Nova York (Escape From New York, 1981)

Interpretado por: Donald Pleasence

fuga-de-nova-york-1981

Por que não votar nele?: No futuro ano de 1988, o crime atinge níveis alarmantes e a solução encontrada foi tornar Manhattan em uma gigantesca prisão de segurança máxima. Anos depois (em 1997) o avião presidencial é sequestrado por terroristas que o derrubam bem em Manhattan matando a todos, menos o próprio presidente que conseguiu sobreviver em uma capsula de fuga. O presidente é feito refém do chefe do crime da prisão de Manhattan e a única esperança é uma tentativa suicida de resgate por Snake Plissken (Kurt Russell), um ex-tenente das forças especiais condenado por tentar roubar o Banco Central anos antes. Plissken não tem muita escolha, tem 22 horas para salvar o presidente e ganhar o perdão pelos crimes ou explosivos injetados vão tirar sua vida de qualquer forma. Um mala sem alça durante toda a operação, no final o presidente faz pouco caso dos que morreram tentando salvá-lo e Snake dá o troco causando um embaraço fatal ao presidente – trocando uma fita magnética que continha uma declaração sobre uma nova bomba por outra com uma música dançante – durante seu pronunciamento para todo o país após o resgate.

5. Thomas Whitmore

Retratado em: Independence Day (1996)

Interpretado por: Bill Pullman

Independence Day (1996) (3)

Por que não votar nele?: Uma escolha polêmica, vou tentar explicar brevemente porque Whitmore é um péssimo presidente. Whitmore acorda tarde para o trabalho (10 da manhã), com taxas de aprovação abaixo de 40% e sem qualquer apoio do congresso para aprovar seus projetos de lei, o presidente tem pouco legado associado ao seu nome. Quando o bicho pega e a invasão alienígena começa, Whitmore bate boca com seu secretário de defesa (James Rebhorn). A demora na tomada de decisão do líder do executivo, que é preciso ser convencido pelo técnico de TV a Cabo David Levinson (Jeff Goldblum), para evacuar as cidades invadidas foi crucial para que milhares (talvez milhões) de vidas fossem perdidas em Los Angeles e Nova York. Depois de quase perder a vida em uma fuga implausível, Whitmore foge enquanto a capital é engolida em chamas. Bom, aí o presidente toma outra decisão sensacional: despejar uma bomba atômica em Houston, talvez pensando que quanto mais rápido a Terra se torne um carvão atômico, mais rápido os alienígenas partirão. Então ele dá um discurso esperando que todos esqueçam de suas trapalhadas e voa em um F-18 para destruir as naves junto com um bêbado e Will Smith.

4. James Dale

Retratado em: Marte Ataca! (Mars Attacks!, 1996)

Interpretado por: Jack Nicholson

marte-ataca-1996

Por que não votar nele?: Presidente Dale é um tolo egoísta que só pensa na própria segurança. Incapaz de decidir se vai a desforra contra os alienígenas em uma guerra nuclear, o corajoso presidente eventualmente escapa deixando sua esposa e filhas para trás. Descuidado e excessivamente confiante, definitivamente Dale está longe de ser um bom exemplo de liderança, especialmente por reagir tão mal a uma invasão marciana, quase custando a vida de cada pessoa no planeta. Reduzido ao tamanho de uma mosca e morto pelos invasores, foi graças ao cantor Tom Jones e a música “Indian Love Call” que não fomos escravizados pelos habitantes do planeta vermelho.

3. Coriolanus Snow

Retratado em: Jogos Vorazes (The Hunger Games, 2012)

Interpretado por: Donald Sutherland

jogos-vorazes-2012

Por que não votar nele?: O comandante autocrata da capital de Panem se intitula presidente, mas não passa de um manipulador sádico com uma mente psicopata, portanto não há muitas outras opções quando há eleições em Panem. Durante os anuais Jogos Vorazes – onde um jovem de cada um dos doze distritos de Panem disputam entre si um jogo de vida ou morte e que foram criados após uma rebelião dos distritos contra a capital – Snow aparece em público para abrir oficialmente os jogos, mas é nos bastidores onde o presidente brilha, mantendo uma imagem de pompa e normalidade enquanto os trabalhadores dos distritos são explorados para acumular riquezas para os moradores da capital. Descrito como um homem com cheiro de rosas e sangue, Snow está na verdade morrendo de uma doença causada por repetidas inoculações de um veneno e seu antídoto, porém quase tem sua vida abreviada pela protagonista Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) após a nova invasão a capital ter sido bem sucedida… Mas no último momento Katniss decide direcionar sua flecha para Alma Coin (Julianne Moore), líder da rebelião cuja ambição em destronar Snow e ser a nova presidente de Panem provocou o bombardeio contra dezenas de crianças inocentes. Na confusão, Snow morre pisoteado pelos rebeldes.

2. Jack Cahill

Retratado em: Fuga de Los Angeles (Escape from L.A., 1996)

Interpretado por: Cliff Robertson

fuga-de-los-angeles-1996

Por que não votar nele?: Inspirado no polêmico televangelista americano Jerry Falwell – um conservador extremista que defendia o apedrejamento dos adúlteros e o retorno da escravidão, já falecido, mas com diversos adeptos – o ficcional Jack Cahill é um teocrata fanático muito popular entre os americanos. No ano de 2000 um terremoto massivo isola a cidade de Los Angeles do continente, um evento que Cahil define como a fúria de Deus, comparando a cidade a Sodoma e Gomorra. Como resultado o religioso é eleito presidente e logo a constituição é alterada para mantê-lo no cargo até que morra. Logo, o novo Estados Morais Unidos da América se torna uma ditadura fascista. Lynchburg, Virgínia, é nomeada a nova capital do país e os não conformistas, qualquer um que proteste contra os atos do governo, qualquer cidadão pecador e qualquer um que cometa crimes (inclusive comer carne vermelha ou praticar outra religião), junto com suas famílias e filhos, são despidos de sua cidadania e deportados para a ilha de Los Angeles… Será que podemos chamá-lo de um grande F.D.P.? Em 2013 um rebelde consegue o controle remoto para um conjunto de satélites que seriam usados como uma arma de pulso eletromagnético com a qual Cahill pretendia destruir todos os aparelhos eletrônicos de seus inimigos e ser o líder supremo do planeta. Snake Plissken (Kurt Russel) é novamente convocado e tem 10 horas para retomar o controle, porém canalha do jeito que é, Plissken jamais deve confiar que Cahill cumpra sua palavra.

1) Damien Thorn

Retratado em: A Profecia 3 – O Conflito Final (Omen III: The Final Conflict, 1981)

Interpretado por: Sam Neil

A Profecia 3 (1981) (2)

Por que não votar nele?: O que seria pior do que todos os demais nomes desta lista senão a própria personificação do Anticristo? Damien Thorn, filho adotado do diplomata Robert Thorn, sempre esteve cercado pelo poder e protegido pelas forças malignas, para cumprir a profecia de ser o predestinado líder dos satanistas, o homem que impedirá a segunda vinda de Cristo. Aos 32 anos, Damien segue os passos do pai adotivo, sendo ele mesmo o poderoso CEO de um conglomerado internacional (a Thorn Industries) e um influente político, tornando-se embaixador no Reino Unido com claras aspirações presidenciais. Contudo agora consciente e engajado no propósito pelo qual foi gerado e criado. Após o evento cósmico ser considerado como uma nova estrela de Belém, anunciando o Santo Fruto, Damien interpreta os sinais e manda matar ocultamente todas as crianças recém-nascidas de Londres, e é preciso novamente um padre com as adagas de Megiddo para tentar colocar um fim no não iniciado reinado de terror do Anticristo… Mas se ele não for morto, pelo menos meu voto com certeza ele não vai ganhar nas próximas eleições…

Leia também:

Gabriel Paixão

Gabriel Paixão

Colaborador e fã de bagaceiras de gosto duvidoso. Um Floydiano de carteirinha que tem em casa estantes repletas de vinis riscados e VHS's embolorados. Contato: gabrielpaixao@bocadoinferno.com.br

1 Comentário

  1. MORCEGO

    Errata:
    O Presidente Dale não foi reduzido ao tamanho de um inseto e esmagado pelos Marcianos. Ele é trespassado pela ponta da mão biônica deles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *