Dissecando o Medo #5: A invasão dos “palhaços assassinos”

É o fim da linha para os coulrofóbicos!

palhacos-4Palhaços sempre causaram desconforto. É claro que eles são símbolos da alegria, do humor pastelão; mas, há muita gente que não consegue ver graça nessas figuras mascaradas, com sua pele esbranquiçada e a boca avermelhada. Dentre as fobias modernas, a coulrofobia atinge números impressionantes em qualquer pesquisa, ainda que as pessoas que sofram disso não consigam entender a origem. Seria culpa dos filmes de terror, como a minissérie It – Uma Obra-Prima do Medo (1990) ou o boneco de palhaço, com longos braços, de Poltergeist – O Fenômeno (1982)? Teria alguma relação com o serial killer John Wayne Gacy, um famoso palhaço de festas infantis que cometia atrocidades com os pequenos?

Neste novo capítulo de Dissecando o Medo, você saberá a verdade por trás desse fenômeno, ampliado por aparições suspeitas nos Estados Unidos, Europa, Oceania e até mesmo em São Paulo. Marketing para algum filme? Uma invasão de Palhaços Assassinos do Espaço Sideral? Descubra a origem dessa palhaçada nos próximos parágrafos!

Eles flutuam por todos os lados

It - A Coisa (1990)

A Coulrofobia (popularmente conhecida como “palhaçofobia“) é muito mais comum do que as pessoas pensam e temem. Apesar de sempre existir o tal Medo de Palhaços, os estudos da origem dessa fobia ainda não encontraram uma razão específica para sua existência. A caracterização exagerada, a face pancake lembrando uma assombração, a máscara que pode esconder uma figura sinistra… Geralmente, são associados a outros medos comuns como o de pessoas mascaradas e/ou fantasiadas, por exemplo, e até o medo de estar em público. Essa associação não explica porque boa parte da população não consegue estar em um mesmo ambiente que um sujeito fantasiado de palhaço, mas não se importa em participar de uma festa de Halloween.

Palhaço (1)

Por conta dessa consciência assustadora, o cinema, as HQs, os livros, mangás e games constantemente utilizam palhaços em suas produções para ampliar a sensação de pavor do espectador. Recentemente, até mesmo o cineasta-músico Rob Zombie entrou na onda com o lançamento de seu filme 31, concebido através do financiamento coletivo; e até mesmo a minissérie It – Uma Obra-Prima do Medo está ganhando uma nova versão, com imagens que já mostram o palhaço Pennywise, embora ele não seja o principal vilão de A Coisa, livro original de Stephen King. Com os novos filmes sendo feitos, seria uma coincidência que a América do Norte tenha começado a relatar aparições de palhaços?

palhacos-3Você já deve ter lido algo a respeito aqui mesmo no Boca do Inferno ou em algumas postagens compartilhadas nas redes sociais. Se antes os coulrofóbicos tinham uma maneira de evitar o confronto com sua fobia – simplesmente não indo a festas infantis ou circos -, agora com a febre do avistamento de palhaços assustadores pelo mundo está sendo muito mais complicado. O primeiro relato estranho aconteceu em Green Bay, quando um misterioso palhaço era visto nas madrugadas frias, carregando um balão negro pelas ruas silenciosas. Uma página no Facebook permitia que as pessoas contribuíssem com imagens da figura esquisita, apelidada no local como Gags; e o medo se instaurou durante algumas semanas até que, contrariando o título de nossa postagem, finalmente foi descoberto que se tratava realmente do marketing de um filme independente, dirigido por Adam Krause.

Coincidentemente ou não, semanas depois uma nova história causou alvoroço na internet. Em um condomínio em Greenville, na Carolina do Sul, crianças reclamaram para seus pais que um palhaço aparecia próximo a uma floresta, chamando-as em troca de recompensas. O medo de que poderia ser algum louco fez com que o condomínio criasse regras para que os pequenos não brincassem nas áreas externas à noite, enquanto a polícia iniciava uma operação para descobrir a verdade por trás dessas aparições. Uma prisão em Middlesboro, Kentucky, aliviou a tensão desenvolvida por essas aparições, encerrando os sustos causados por Jonathan Martin, de 20 anos. Mas, não a febre dos palhaços!

Em um campus universitários, jovens tuitaram a respeito da aparição de três palhaços na universidade de Penn State, mobilizando a comunidade para uma caça a essas figuras mascaradas. Algumas das postagens chegaram a mostrar um deles sendo cercado pelos estudantes, que gritavam que “nenhum palhaço maldito iria incomodá-los.” Depois vieram relatos de Long Island, que até chegou a fechar escolas da região quando houve reclamações sobre palhaços assustadores no local. Eles saltavam sobre carros, com suas risadas histéricas, desenvolvendo um terror absoluto nas testemunhas.

palhacos-1

Esses “palhaços assassinos” – como foram intitulados – logo chegariam ao Reino Unido. Os sustos passavam a ser maiores, quando os palhaços vistos começaram a portar armas como facões e até machados. Um desses foi visto semana passada, perseguindo jovens no metrô com uma faca e até impedindo que os passageiros deixassem o trem, apenas para chamar a atenção e ganhar mídia. E teve um na London University que foi filmado, enquanto corria com uma motosserra (!!) nas mãos. O Manchester Evening News postou uma nota sobre um leitor que tirou uma foto de dois palhaços que se aproximaram de seu carro com um machete, sem dizer uma única palavra.

Palhaços brasileiros e Stephen King

Com tantos relatos se espalhando pelos Estados Unidos e no Reino Unido, o Brasil não poderia ficar de fora. Relatos nas redes sociais sobre avistamento de palhaços começaram a se espalhar. Lapa, estação Armênia, Shopping Itaquera, Mooca, Guarulhos e Osasco já tiveram fotos publicadas na internet, o que acabou desenvolvendo a página no Facebook chamada Palhaços no Brasil com a contribuição dos leitores.

palhaco_preso

É claro que muitas das fotos são imagens tiradas da internet, postadas em sites internacionais, e que acabam sendo emprestadas para aumentar a febre, o pânico e as curtidas da página. Mas, também há os casos verdadeiros, incluindo até mesmo atos de violência contra aqueles que arriscam brincar de assustar.

Essas múltiplas aparições de palhaços intrigaram o Mestre do Horror Stephen King, criador do personagem Pennywise. Quando questionado pelo Bangor Daily News sobre o que ele estava achando de tudo isso, King disse: “O furor do palhaço vai passar, como costuma acontecer, mas vai voltar, porque, sob as circunstâncias certas, palhaços podem ser aterrorizantes. Se eu visse um palhaço à espreita sob uma ponte isolada (ou me olhando de um bueiro, com ou sem balões), eu também ficaria com medo.

Quando a piada perde a graça…

palhacos-2Nem todas as pessoas reagem bem ao ver uma pessoa ameaçadora vestida de palhaço. Ao invés de simplesmente correr, como o fantasiado espera, há quem tenha uma reação violenta, talvez como uma resposta ao próprio medo. Na Pennsylvania, uma brincadeira de assustar terminou de maneira trágica, com a morte do garoto Christian Torres, de 16 anos, que usava apenas uma máscara de palhaço sobre a cabeça (ele não a tinha no rosto). Sem antecedentes criminais, Avery Valentin-Bair, de 29 anos, esfaqueou o menino até a morte no último domingo. Quando foi contar aos jornalistas sobre o caso, os policiais disseram que este não foi o único caso que eles registraram recentemente, envolvendo vítimas vestidas de palhaço.

O problema é que nem todos os palhaços querem apenas assustar. No Arizona, um grupo de palhaços criou a organização “Clown Lives Matter“, e pretende fazer manifestações em vários lugares a partir do dia 15 de outubro. “Nós queremos que o público não tenha medo, venha até nós, traga a família e ganhe um abraço.“, mensagem escrita nos flyers noticiados pelo Arizona Daily Star. Um movimento assim pode ser importante para mostrar que a arte de fazer rir não é perigosa nem ameaçadora.

“Isso que estão fazendo não tem nada a ver conosco. São pessoas vestidas com roupas de palhaço e que, por alguma razão sinistra, estão tentando assustar as pessoas.“, disse Rob Bowker, que faz parte do grupo de bons palhaços e que costumam visitar hospitais para divertir crianças. “Meu medo é que os hospitais comecem a dizer ‘Não podemos ter palhaços aqui para não assustar as crianças’. E todo o trabalho que demoramos anos para construir seja desfeito.

E o Circo se fecha…

Palhaço (2)Charlie, Charlie…lembra daquela mania que assombrou estudantes de diversas escolas pelo país, mas que era apenas uma jogada de marketing para o lançamento de um filme? Será que os “palhaços assassinos” também são parte de um conceito único, no caso, o lançamento de um filme, série ou game?

Na verdade, é apenas uma tendência, como outras que já fizeram a cabeça dos jovens e influenciaram os adultos. Vestir-se de palhaço faz com que essas pessoas se sintam parte de algo, como um diálogo com o mundo, além de ser uma brincadeira que permite o mistério, instiga as autoridades e os torna temporariamente populares.

Provavelmente, deverá continuar até pouco depois do Halloween lá fora, já que as fantasias farão bastante sucesso; por aqui, talvez dure algumas semanas, com mais algumas aparições por aí…

De toda forma, com palhaços à solta ou apenas na ficção, há apenas uma certeza: o medo de palhaços está longe de ter um fim…

Se quiser saber mais sobre a coulrofobia no cinema e cultura pop, adquira o livro Medo de Palhaço. O primeiro livro do Boca do Inferno.

(Visited 76 times, 1 visits today)
Marcelo Milici

Marcelo Milici

Fundou o Boca do Inferno em 2001. Formado em Letras, fez sua monografia sobre o Horror Gótico na Literatura. É autor do livro "Medo de Palhaço", além de ter participado de várias antologias de horror!

8 comentários em “Dissecando o Medo #5: A invasão dos “palhaços assassinos”

  • 15/10/2016 em 23:36
    Permalink

    Eu não tenho medo de palhaços comuns , agora esses com essas maquiagens e mascaras bizarras eu tenho , se eu ver um eu corro , e se ele vier atrás de mim , olha de uma coisa eu sei , a partir do momento que um me perseguir , eu não responderei por mim !

    Resposta
  • 15/10/2016 em 18:04
    Permalink

    Bizarro! Isso já está virando histeria coletiva. Mas vai passar com o tempo.

    Resposta
  • 14/10/2016 em 15:42
    Permalink

    realmente sinistro , mas esses palhaços são diferentes dos palhaços fofinhos que as crianças gostam , acho que poder ser um lance tipo A Zombie Walk , porque ultimamente os palhaços estão em alta no cinema ! tomara né?? kkk

    Resposta
  • 14/10/2016 em 04:51
    Permalink

    Exatamente.pode ser marketing, nada vem do nada.Volto aqui assim que tiver uma resposta.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WP-Backgrounds Lite by InoPlugs Web Design and Juwelier Schönmann 1010 Wien