Críticas, Televisão

Fear the Walking Dead: Passage (2016)

Mais uma dosagem curta de zumbis e sobreviventes na busca por esperança, ambientada no universo The Walking Dead!

Fear the Walking Dead - Passage
Original:
Ano:2016•País:EUA
Direção:Andrew Bernstein
Roteiro:Lauren Signorino, Michael Zunic
Produção:Marc Porterfield
Elenco:Kelsey Scott, Mishel Prada, Michael Mosley, Craig Johnson

Quando The Walking Dead saltou dos quadrinhos para a TV, ninguém ainda conseguia prever o seu sucesso. Os seis episódios da primeira temporada foram tão bem aceitos que motivaram uma ampliação do conteúdo nos anos seguintes, e a consequente expansão do universo. Ainda sem pensar em spinoffs, foram desenvolvidos webisodes – episódios curtos, exibidos no intervalo da produção original para evitar que as pessoas trocassem de canal – que traziam uma relação levemente direta com o que era apresentado na série original. Teve um em 2011, outro em 2012, e mais um em 2013 até o lançamento do arriscado projeto Fear the Walking Dead.

O spinoff (produto derivado) teria a mesma ambientação, mas contaria fatos anteriores, bem no início da transformação dos humanos em zumbis. A nova série também começou com apenas seis episódios na primeira temporada até alcançar os 15 episódios em 2016. Para atiçar os ânimos dos fãs do universo, durante a exibição da primeira parte da sexta temporada de The Walking Dead, foram exibidos os webisodes Flight 462, mostrando um ataque zumbi em pleno voo, até a consequente queda do avião, testemunhada por alguns personagens. Charlie (Michelle Ang, de A Possessão de Deborah Logan, 2014) sobreviveu ao desastre, e acabou tendo uma pequena participação na primeira metade da segunda temporada de Fear the Walking Dead.

Esses webisodes foram muito bem recebidos pelo público e crítica, tanto que teve mais de 4.6 milhões de visualizações em vídeo e recebeu duas indicações ao Emmy, incluindo “Melhor série cômica ou dramática em formato curto“. Joel Stillerman, presidente de programação original e desenvolvimento da AMC e SundanceTV, ficou extremamente satisfeito com o resultado: “Nós vimos uma enorme resposta para ‘Flight 462’ no ano passado, então estamos empolgados em expandir novamente o mundo de Fear com outra história de sobrevivência no começo do apocalipse“, conforme matéria publicada no site oficial brasileiro da série. Assim, foi desenvolvido mais um webisode, dividido em dezesseis partes, acompanhando a sétima temporada de The Walking Dead.

Com duração máxima de 50 segundos, Passage tem como contexto um túnel usado para travessia de mexicanos de maneira ilegal até o solo americano, mencionado na terceira temporada de Fear the Walking Dead. Gabi (Mishel Prada) é uma improvável sobrevivente no mundo dos zumbis. Sem coragem para matar qualquer coisa que a esteja ameaçando, ela é salva pela guerreira Sierra (Kelsey Scott, de 12 Anos de Escravidão, 2013), que não vê com bons olhos a parceria com uma garota assustada e indefesa. Contudo, Gabi a convence a alcançar o tal túnel, o que permitiria uma fuga para o México, apontado como um ambiente mais seguro para sobreviver, sem a necessidade de passar pela infestada fronteira. E a garota ainda diz que tem um contato no local, o namorado Colton (Michael Mosley), que pode ajudá-las na travessia. “Por que seu namorado não voltou para buscá-la?” Ao chegar ao ponto de origem, encontram o rapaz, surpreso pela sobrevivência da namorada. Mas, ele não concorda em levar Sierra pela passagem, o que desencadeia um confronto entre os três pelo túnel.

Dirigido por Andrew Bernstein (de quatro episódios de Fear the Walking Dead), a partir de um argumento desenvolvido por Lauren Signorino e Michael Zunic, Passage é um interessante thriller sobre paranoia e desconfiança, mostrando mais uma vez o homem como um ser irracional diante de uma situação desesperadora. Os zumbis, bem caracterizados e ameaçadores, são apenas o adereço dos conflitos pessoais, aparecendo sempre de maneira inesperada nos momentos certos. Apenas ficou estranha uma situação envolvendo um zumbi e uma personagem em um carrinho de transporte de mineradores – sabe-se lá como tal pessoa conseguiu mantê-lo imóvel até a hora adequada para atacar.

Com boas atuações, fica a expectativa de que haja uma relação ainda maior com a série original, como por exemplo a aparição de algum sobrevivente. E, caso aconteça, seria interessante que a personagem tivesse um papel maior do que a pontinha dada para Charlie na segunda temporada. Caso queira assistir a todos os 16 webisodes da temporada Passage legendados, clique aqui. Vale a pena!

Leia também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *