Críticas

A Dama de Branco (1988)

Com efeitos risíveis, trata-se de um filme simples, com uma narrativa que remete a uma boa literatura macabra!

A Dama de Branco (1988)

A Dama de Branco
Original:Lady in White
Ano:1988•País:EUA
Direção:Frank LaLoggia
Roteiro:Frank LaLoggia
Produção:Andrew G. La Marca, Frank LaLoggia
Elenco:Lukas Haas, Len Cariou, Alex Rocco, Katherine Helmond, Jason Presson, Renata Vanni, Angelo Bertolini, Joelle Jacobi, Jared Rushton, Gregory Levinson

por Reinaldo Gonzaga

Have you ever seen a dream walking? Well, I did!! Did you ever hear a dream taking? Well, I did!

No Halloween de 1962, Frankie (Lukas Haas, o garoto do filme A Testemunha, protagonizado por Harisson Ford) é trancado no vestiário da escola por dois garotos e acaba por presenciar o assassinato de uma garotinha que na verdade aconteceu ali há muitos anos. É desta maneira que é revelado o drama da pequena cidade de Willowpoint Falls, que há uma década sofreu com os ataques de um maníaco matador de crianças.

Com um orçamento estimado de Usd 4.700,00 o filme, escrito e dirigido por Frank LaLoggia, tem uma história simples e comum entre tantos filmes dos saudosos anos 80. Um garoto que gosta de histórias de terror (tanto que se torna um escritor famoso quando adulto) envolto em um mistério envolvendo fantasmas que não tem paz e um assassinato misterioso.

A Dama de Branco (1988) (1)

Há inúmeras formas de se abordar um tema polêmico e delicado como pedofilia num filme. E a maneira sutil como o diretor Frank LaLoggia lidou com o assunto neste filme é digna de elogios. A cena em que é revelado o assassino, e, por questões obvias, não darei muitos detalhes dela, é sensacional, e isto sem ter absolutamente nada explicito, nenhuma violência na tela ou qualquer outra mensagem direta.

Contribui muito com isso o elenco que é ótimo, tanto as crianças como os adultos, com destaque para os avós de Frankie, interpretados pelos atores italianos Renata Vanni e Angelo Bertolini, divertidíssimos como o casal de velhinhos rabugentos.

A Dama de Branco (1988) (3)

Bom, nem tudo funciona bem, já que os efeitos especiais deixam um pouco a desejar. A caracterização dos fantasmas até que não compromete, mas qualquer outra cena em que se exigiu efeitos mais elaborados acabou não funcionando muito bem. Porem nada que estrague o resultado final, muito pelo contrario, trata-se de um filme simples, com uma narrativa muito interessante, aliás o próprio Frankie adulto, narrando a história, como se fosse um de seus contos, transmite a sensação de estarmos lendo um livro.

Leia também:

8 Comentários

  1. Assisti uma vez no canal 21 e adorei!Efeitos simples,mas história boa,coisa rara hoje em dia em que é exatamente o contrário:efeitos excelentes,mas roteiro fraco!
    Tem pra baixar dublado na internet…

  2. Luisa

    Já vi qdo era criança ,mais queria ver de novo, só q não acho um site que tenha dublado. Affffffff!!!!

  3. Tamara Soares

    Me lembro de ver esse filme no sbt qdo criança… procurei durante muito tempo na internet, mas não me recordava do nome! Esse filme definitivamente tem gosto de infância!

  4. Marisa Orbelli

    A Dama de Branco é um dos meus filmes favoritos!
    Realmente os efeitos deixam a desejar mas não diminui em nada a beleza e riqueza da história.
    Pra quem não conhece, recomendo!!!

  5. Apollyon

    Eu acho que lembro desse filme quando passava, as vezes de tarde na TV, só que eu era muito pequeno e não lembro direito, só tenho vaga lembrança dele no armário preso, e acham ele usando essa fantasia de vampiro com a mascara no rosto agachado num canto.

  6. vanessa vasconcelos

    nunca ouvi falar.

  7. Ismael Monteiro

    Confesso que que não conhecia esta filme vou conferir achei bem interessante a sinopse.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *